Lopes quebra a cabeça para montar o time do Vasco

Treinador deve manter o esquema 3-5-2 para enfrentar o Fluminense, neste sábado, pela semifinal da Taça Rio

Redação,

10 de abril de 2008 | 18h59

Apesar de enfrentar um ataque fragilizado, o Vasco atuará com três zagueiros no clássico deste sábado, contra o Fluminense, pela fase semifinal da Taça Rio. O técnico Antônio Lopes não abre mão de manter o esquema 3-5-2 e assim reforça a opinião de que sempre foi um treinador que prefere armar um time mais cauteloso na defesa e menos ousado no ataque. Ele não definiu a equipe para o confronto, apesar de ter dado pistas de que deverá barrar o lateral-esquerdo Calisto, pouco eficiente nos últimos jogos. Nesta quinta, quem treinou na posição foi Pablo, um jogador egresso da equipe de juniores do Olaria e que ainda não disputou nenhuma partida oficial. Seu desempenho agradou Antônio Lopes.Para Lopes, o fato de o Fluminense ter viajado para a Argentina no meio de semana, a fim de jogar pela Libertadores contra o Arsenal, não representa nenhuma vantagem para sua equipe. "Não houve nem desgaste psicológico para nosso adversário, pois já seguiu viagem classificado."O técnico assistiu ao jogo do Fluminense e fez várias observações para repassá-las aos atletas de seu time. Lopes ressaltou, no entanto, que se tratava de uma partida atípica (Fluminense x Arsenal) e que o adversário terá outra motivação na semifinal do segundo turno do Carioca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.