Lopes sofre mais um drama na carreira

Lopes vai completar apenas 23 anos em junho, mas já tem algumas histórias tristes para contar. No sábado, o meia recebeu uma notícia ruim do médico do Palmeiras, Vinícius Martins. Sua contusão no menisco do joelho direito não era tão simples e, por isso, ele terá de se submeter a uma artroscopia. Martins afirmou, ontem, que a cirurgia deve ocorrer nesta terça-feira e dificilmente ele voltará aos gramados em menos de 45 dias. O jogador conversou bastante com o pai, Egmar Lopes, nos últimos dias, e desabafou. Não entende as razões de tanta falta de sorte em sua carreira. A contusão vai afastá-lo de toda a primeira fase do Torneio Rio-São Paulo e acabar de uma vez com as esperanças de convocação para a seleção brasileira.No fim de 2000, quando começava a despontar no Palmeiras, foi suspenso por quatro meses, porque o exame antidoping constatou vestígios de cocaína em sua urina. Quando voltou, em 2001, teve grandes atuações, que lhe valeram elogios do técnico Luiz Felipe Scolari, da seleção brasileira. Lopes foi o artilheiro da Taça Libertadores da América. Num jogo contra o Cruzeiro, pelas quartas-de-final, no Palestra Itália, marcou os três gols da equipe no empate por 3 a 3. Os clubes europeus passaram a olhar com mais atenção para o meia palmeirense e as especulações de uma transferência para a Lazio, da Itália, começaram a existir. A partir daí, porém, tudo mudou em sua vida. O atleta não conseguiu jogar bem no Campeonato Brasileiro e a torcida o acusou de estar freqüentando demais a noite paulista e pediu sua saída. "Ô, ô, ô, Lopes cheirador", gritavam os torcedores da Mancha Alviverde, sempre que ele entrava em campo. No fim do ano, ele fez um pacto com os palmeirenses, que pararam de hostilizá-lo. Agora, que tudo parecia ir bem, o futebol lhe aprontou mais uma. Lopes só deverá estar em condições de jogo a partir de meados de abril. Quem deve ficar com sua vaga é Fernandes, que jogou bem contra o Bangu, sábado, no Rio, em sua estréia pelo Palmeiras em jogos oficiais. Para a partida de quarta-feira, contra o ASA de Arapiraca, pela Copa do Brasil, Alex, recuperado de contusão, estará de volta. O time precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença para conquistar vaga na segunda fase da competição. "Não podemos ser afobados para fazer o gol. Se sofrermos um, a situação vai se complicar bastante", comentou o técnico Vanderlei Luxemburgo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.