Paulo Whitaker / Reuters
Paulo Whitaker / Reuters

Loss diz que saída de jogadores atrapalha desempenho do Corinthians

Técnico vê equipe ainda em reconstrução e afirma que torcida precisa ter paciência com as atuações

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

03 Setembro 2018 | 05h00

Em sétimo lugar na tabela e a 15 pontos do líder do Campeonato Brasileiro, o Corinthians faz uma autoanálise do rendimento e encontra a saída de titulares como um dos motivos para a campanha irregular. O técnico do time, Osmar Loss, explicou no sábado, depois do empate em 1 a 1 com o Atlético-MG, que a mudança no elenco tem atrapalhado na preparação para os compromissos do calendário.

Nos últimos dias a equipe foi eliminada da Copa Libertadores e vivenciou resultados ruins no Brasileiro. Nas últimas cinco rodadas foram três derrotas, uma vitória e um empate, este último com atuação de baixo nível técnico na Arena Corinthians diante do Atlético-MG, com direito a vaias da torcida ao treinador.

"Acho que o Corinthians teve uma mudança grande de jogadores, e toda mudança no meio de temporada gera dificuldades. Ninguém esconde isso, estamos em uma fase de reformulação. No jogo colocamos muitos jogadores que não vêm sendo titulares", explicou Osmar Loss após a partida com o Atlético-MG. O empate frustrou, inclusive, a ocasião festiva. Sábado foi o aniversário de 108 anos do clube.

Nos últimos meses a diretoria negociou o zagueiro Balbuena, o volante Maycon e o meia Rodriguinho. Também deixou o clube o técnico Fábio Carille. O trabalho de remontagem caiu para o antigo auxiliar, Osmar Loss. Com ele o time conseguiu como principal resultado a classificação para a semifinal da Copa do Brasil, ao bater a Chapecoense nas quartas de final.

"Temos que saber que há um processo de amadurecimento. A torcida sempre pediu para que os pratas da casa jogassem, eles estão jogando, e tem que ter paciência", pediu o técnico. No sábado o Corinthians fez o gol com Pedrinho e levou o empate de pênalti, com Fábio Santos.

O treinador corintiano terá pela frente uma sequência decisiva de três partidas fora de casa. Após as críticas do torcedor, Loss dirigirá o time na quarta-feira contra o Ceará, em Fortaleza, depois encara o clássico com o Palmeiras, no Allianz Parque, e logo depois inicia o confronto da semifinal da Copa do Brasil diante do Flamengo, no Maracanã.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.