Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Loss se esquiva sobre Dudu, mas diz que clube não deve segurar atleta insatisfeito

Técnico do Corinthians comenta sobre as propostas elevadas para os jogadores e diz que 'insatisfeito não vai render'

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

18 de julho de 2018 | 11h00

Osmar Loss preferiu não entrar na polêmica envolvendo o atacante Dudu, que queria deixar o Palmeiras, mas o técnico do Corinthians deixou claro que é contra manter jogador que está insatisfeito no elenco. 

+ 'Novo Corinthians' inicia era sem Balbuena e encara o Botafogo na arena

+ Loss diz que Corinthians vai lutar por títulos e vê time melhor após a Copa do Mundo

+Jonathas se destaca em treino e Loss define o Corinthians com novidades

"Não sei o caso do Dudu, se foi abaixo da multa. Mas clube tem um contrato, se paga um jogador para ele fazer seu trabalho e vem um interessado e oferece menos da multa. É opção do clube, não tem que o que liberar, mas são questões pessoais. O jogador insatisfeito não vai render", disse o treinador. 

O Corinthians é o time que mais perdeu titulares nesta parada do Brasileiro para a Copa do Mundo. Foram três: Balbuena, Sidcley e Maycon, além dos reservas Kazim e Léo Príncipe. O treinador corintiano destaca que a diferença econômica faz com que seja difícil manter um trabalho no futebol brasileiro.

"Economicamente falando, nosso país é inferior. Quem define se o jogador vai sair ou não é ele. Não fomos só nós que tivemos perdas, acho que só o Cruzeiro saiu sem perdas, sai na frente. Se eu pudesse ter mantido todos, o trabalho iniciado com o Balbuena estaria mais sólido, mas dou treino para todos os zagueiros. Então espero que os que entram na equipe saibam o que precisam produzir", comentou. 

Assim como outros técnicos também já falaram, Loss fez coro ao fato de que os clubes europeus conseguem apresentar melhor futebol por causa do entrosamento. "Seria mais fácil sem as saídas. A gente idolatra o futebol europeu, mas não vê que o time se mantém por muitos anos. O Tite (técnico da seleção brasileira) falou, que se o ciclo for inteiro, vai conhecer as características emocionais do time. Isso facilita o trabalho", completou. 

Quanto a Dudu, o atacante recebeu uma proposta do Shandong Luneng, da China, no valor de 12 milhões de euros (R$ 54 milhões), mas o Palmeiras decidiu recusar a proposta, embora o atacante tivesse o interesse de ser negociado. Dias depois, ele postou em sua página no Instagram uma frase que criou polêmica entre os torcedores, pois parecia que ele não estava feliz por ter ficado. 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.