Jorge Adorno/Reuters
Jorge Adorno/Reuters

Lote de 50 mil vacinas doadas à Conmebol chega no dia 28 de abril 'especialmente para o futebol'

Legislação brasileira não permite o uso de imunizantes contra o coronavírus pela iniciativa privada; entidade diz que vacinas não serão destinadas a qualquer outro fim a não ser jogadores e comissão

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2021 | 09h06

As 50 mil doses de vacinas contra o novo coronavírus doadas à Conmebol pela farmacêutica chinesa Sinovac já possuem data para chegar no Uruguai, país que se propôs a negociar com o fornecedor. Em comunicado oficial, a entidade que rege o futebol sul-americano afirmou que terá o imunizante em mãos na próxima quarta-feira, dia 28 de abril. 

As vacinas serão aplicadas nas seleções que disputarão a Copa América e nas equipes que participam de torneios internacionais da Conmebol, como Libertadores e Sul-Americana. A entidade também pretende imunizar times masculinos e femininos da primeira divisão dos dez países filiados, assim como árbitros e todos os envolvidos na organização dos eventos. 

"O processo de distribuição dos imunizantes começará nos diferentes países, em estrito cumprimento das normas legais e sanitárias em vigor em cada um deles", informou a Conmebol. 

No Brasil, a CBF precisa de uma autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para receber as doses. Seguindo a Lei nº 14.125/2021, que autoriza a importação de vacinas contra o novo coronavírus em território nacional, os imunizantes terão de ser repassados primeiramente ao SUS, para que sejam incorporados ao Programa Nacional de Imunizações (PNI).

A Conmebol afirma que o lote foi "fabricado especialmente para o futebol sul-americano e que, de nenhum modo, são vacinas destinadas a qualquer outro fim". A Copa América está prevista para acontecer entre os dias 13 de junho e 10 de julho. As dez seleções participantes irão se reunir na Argentina e na Colômbia. O Brasil estreia contra a Venezuela, no Estádio Atanasio Girardot, em Medellín. Libertadores e Sul-Americana já estão em andamento. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.