Low diz que falta 'instinto matador' para Alemanha

Classificada para as quartas de final da Eurocopa com a melhor campanha da primeira fase, a Alemanha foi a única seleção a ter 100% de aproveitamento após três partidas. Mesmo assim, o técnico Joachim Low acha que a equipe ainda pode melhorar e avaliou que falta "instinto matador" para o ataque, pensando no confronto diante da Grécia, nesta sexta-feira.

AE-AP, Agência Estado

20 de junho de 2012 | 12h51

"Temos espaço para melhorar. Nós precisamos aproveitar melhor nossas chances, está faltando um pouco de instinto matador em nossas finalizações. Deveríamos ter marcado mais gols mais cedo diante da Dinamarca", declarou, lembrando da vitória apertada por 2 a 1 diante dos dinamarqueses, no último domingo.

Apesar da análise de Low, a Alemanha tem o segundo melhor ataque da competição até o momento - empatada com outras quatro equipes -, com cinco gols, atrás apenas da Espanha, que já marcou seis vezes. A defesa da seleção também se destacou, sofrendo apenas dois gols, e foi exaltada pelo treinador.

"Jogamos bem contra três adversários muito bons, que tinham bons ataques, e não deixamos que tivessem muitas chances. Foi importante ter uma defesa sólida", apontou, antes de também fazer críticas ao setor. "Nós demos muito espaço entre o meio de campo e o ataque, havia muitos buracos", comentou.

Para o técnico alemão, a seleção precisa corrigir estes problemas se quiser ser campeã da Eurocopa. "Em um torneio é importante ter um bom balanço entre a defesa e o ataque, mas o ataque continua sendo nosso foco. Não vamos fugir de nossa característica de toque de bola", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPolôniaAlemanhaJoachim Low

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.