Cesar Greco/Palmeiras
Cesar Greco/Palmeiras

Luan celebra reação em vitória do Palmeiras após gol contra: 'Mais importante é a próxima jogada'

Zagueiro fez gol contra, mas compensou participando de dois gols sobre o Atlético-GO, no Allianz Parque

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2022 | 21h04

O zagueiro Luan deu entrevista logo depois da vitória do Palmeiras por 4 a 2 sobre o Atlético-GO, no Allianz Parque, nesta quinta-feira, em São Paulo. E, claro, teve que responder sobre o gol contra que tirou o zero do placar na partida válida pela 12ª rodada do Brasileirão. No lance, quando o jogo estava 0 a 0, ele tentou tirar duas vezes a bola da área. Na primeira, acertou o travessão, mas, em seguida, acabou desviando e tirando o goleiro Weverton do lance.

"Tentei dar um passe longo no meio (na primeira tentativa), mas o jogador (do Atlético-GO) travou. Tive uma infelicidade, talvez o Weverton chegaria. Mas isso que é legal do futebol, poder se reerguer em momentos difíceis, como na final do Campeonato Paulista", disse em entrevista ao canal Premiere, lembrando do fato de a equipe ter perdido o jogo de ida da decisão estadual para depois ser campeã, em casa, com uma goleada.

A vitória sobre o Atlético-GO fez o Palmeiras disparar na liderança isolada do Brasileiro com 25 pontos, três a mais do que o Corinthians, segundo colocado. Luan destacou ainda que ajudou a construir o resultado ao participar também dos primeiro e segundo gols do Palmeiras na vitória desta quinta. O time alviverde, aliás, fez quatro gols em sete minutos, todos no final da primeira etapa.

"Foi mais um grande jogo. Pude participar do primeiro gol, participar do segundo gol. Então, acho que essas coisas servem para nos fortalecer, fortalecer nosso grupo e nossa mentalidade. Eu penso uma coisa que fica na minha cabeça o jogo inteiro. Quando está tocando o hino, eu fico pensando isso: o mais importante é a próxima jogada", disse.

"Às vezes, ficamos parados pensando nisso (no erro), não conseguimos desenvolver e o jogo não desenrola. São 90 minutos e acredito que resolvemos o jogo em 10 minutos. Temos que corrigir os erros desse jogo, faz parte somos passíveis de erros. Estou feliz de fazer parte desse grupo e ter essa mentalidade vencedora", completou.

O Palmeiras volta a campo na próxima segunda-feira, às 20h, contra o São Paulo, no Morumbi. Em seguida, na quinta, encara o mesmo adversário, no mesmo local, pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.