Diego Vara/Reuters
Diego Vara/Reuters

Luan comemora vaga e descarta polêmica com Jael após goleada gremista

Atacante pediu para bater o pênalti que resultou no quarto gol contra o Tucumán

O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2018 | 00h23

O Grêmio selou a classificação para as semifinais da Copa Libertadores na noite desta terça-feira ao golear o Atlético Tucumán por 4 a 0, em Porto Alegre, sendo que já tinha vencido na ida por 2 a 0. Um dos destaques da partida, o atacante Luan comemorou a vitória e já pensa no confronto diante do River Plate, em mais um duelo com o time argentino - nas oitavas de final, passou pelo Estudiantes.

"Em nenhum momento a gente deixou de correr, lutar, brigar. A equipe está de parabéns pelas vitórias nos dois jogos. (Contra o River) A gente sabe que é clássico Brasil x Argentina, mais uma rivalidade, mas a gente espera estar preparado. Serão mais dois grandes jogos", previu Luan.

O atacante negou qualquer polêmica sobre o último gol gremista. Jael fechou o marcador em gol de pênalti, que poderia ter sido cobrado por Luan, que teve o nome pedido pelos torcedores. Mas, em conversa entre os dois, ficou decidido que o camisa 9 bateria.

"Na hora ele pegou a bola, o Renato pediu para eu bater, mas ele também pediu. Está voltando agora, para dar confiança também. É um cara que nos ajuda bastante. É um centroavante e tem que fazer gol", concluiu, sem criar polêmica.

Com a vitória por 4 a 0, o Grêmio avançou às semifinais, fase em que enfrentará o River Plate. O time argentino se classificou ao bater o Independiente, também nesta terça-feira, por 3 a 1, no Monumental de Nuñez. Tinha empatado sem gols na ida.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.