Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Luan dá susto em treino, mas garante que joga estreia do Grêmio na Libertadores

Atacante leva pancada de Paulo Miranda, mas enfrenta o Rosario Central na quarta-feira

Redação, Estadão Conteúdo

02 de março de 2019 | 13h50

Sem jogar desde a última segunda-feira, o Grêmio está com todas as atenções voltadas para a estreia na Copa Libertadores contra o Rosario Central, nesta quarta, na Argentina. A semana de treinamentos teve sequência neste sábado com mais uma atividade no CT Pedro Carvalho, em Porto Alegre, e um susto deixou todos preocupados nos minutos finais. O atacante Luan levou uma pancada do zagueiro Paulo Miranda e saiu mancando do campo.

Depois do treino, o próprio Luan foi escalado para a entrevista coletiva com a imprensa e garantiu que nada de mais grave aconteceu. "Foi uma pancada de treino, dor normal. O Renato (Gaúcho, técnico) pediu para a gente dar o máximo no trabalho de hoje (sábado) e, por isso, o pessoal levou cada jogada a sério. Mas estou bem sim", afirmou.

O jogador vai para sua quinta participação pelo Grêmio em Copa Libertadores - foi campeão em 2017 - e sabe que uma estreia é sempre mais difícil. Mesmo com o rival em uma fase ruim - o Rosario Central está há 11 jogos sem vitória, com troca de técnico e eliminação na Copa da Argentina.

"Por conta deles estarem nesta fase ruim, certamente os jogadores vão querer se mobilizar para mudar a situação e também mostrar serviço para o novo treinador. Temos que estar atentos a isso para o jogo lá", disse o atacante gremista.

Neste sábado, quem não treinou foi o volante Michel por causa de uma lesão muscular. O time trabalhará neste domingo, em Porto Alegre, e na segunda-feira viajará para a Argentina. A tendência é que Rômulo seja o titular.

Com isso, o time que deve começar jogando contra o Rosario Central é: Paulo Victor; Léo Gomes, Pedro Geromel, Kannemann e Cortez; Rômulo (Michel), Maicon, Marinho, Luan e Everton; Felipe Vizeu.

Mais conteúdo sobre:
Grêmiofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.