Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Robson Fernandjes/AE - 17/08/2010
Robson Fernandjes/AE - 17/08/2010

Luan revela ter atuado 'no sacrifício' pelo Palmeiras desde outubro

Atacante precisará passar por uma operação no pé esquerdo, com uma fratura por estresse

AE, Agência Estado

15 de fevereiro de 2012 | 16h29

SÃO PAULO - Depois de desfalcar o Palmeiras nas últimas duas partidas do Campeonato Paulista, o atacante Luan precisará passar por uma operação no pé esquerdo, por conta de uma fratura por stress. Ele realizou exames médicos nesta quarta-feira e será submetido ao procedimento cirúrgico nesta quinta, mas revelou que estava sentindo dores desde o ano passado.

"Estava sentindo essas dores desde o final de outubro e elas aumentaram bastante de lá para cá. Em alguns jogos eu ia no sacrifício porque o time estava precisando de todos", declarou o jogador, antes de explicar que nesta temporada as dores se tornaram mais constantes.

"Antes as dores apareciam e sumiam. Neste ano, durante os treinos, essas mesmas dores não paravam e eram constantes. Daí chegamos à conclusão que a operação seria a melhor coisa a ser feita. Espero que essas dez semanas passem rápido. Estou triste, mas vou buscar forças junto aos meus amigos e familiares e continuarei indo aos jogos e torcendo pelo Palmeiras", apontou.

Luan ficará afastado do futebol por cerca de dez semanas, o que deve fazer com que ele perca todo o restante do Campeonato Paulista. Ele seria liberado apenas para uma eventual fase semifinal, mas ainda precisaria readquirir ritmo de jogo antes de ser aproveitado. Mesmo assim, o atacante prometeu que seguirá apoiando a equipe, que lidera a competição, com 17 pontos.

"A gente lamenta de acontecer isso justamente nesta boa fase do time. É claro que estou triste, mas estou me sentindo bem e feliz pelo bom momento que o Palmeiras está atravessando. Estamos vivendo um ambiente maravilhoso e mesmo com essa lesão, vou continuar acompanhando e torcendo pelos meus companheiros para mantermos essa boa fase", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.