Lucas avalia que Botafogo colocou pressão no São Paulo

O Botafogo se animou com os resultados da última rodada, quando derrotou a Portuguesa e viu o São Paulo perder para o Grêmio. Assim, o time carioca diminuiu a vantagem são-paulina na luta pela vaga na Libertadores e acredita ter colocado mais pressão no adversário nesta reta final do Brasileirão.

AE, Agência Estado

13 de novembro de 2012 | 19h49

"Aumenta a pressão mais para o São Paulo do que para a gente. Estamos chegando. Temos que continuar fazendo o que temos feito. Isso nos dará a possibilidade de chegar à Libertadores", disse o lateral-direito Lucas, um dos titulares do time do Botafogo.

Embalado por seis jogos sem derrota, o Botafogo está agora cinco pontos atrás do quarto colocado São Paulo, que ficaria hoje com a última vaga na Libertadores. A situação ainda é bastante difícil, mas os botafoguenses não perdem a esperança de classificação.

"Claro que existe a matemática, mas é difícil você falar. Já vimos situações prós e contras em que coisas improváveis aconteceram. Temos de nos apegar nisso e acreditar enquanto houver a possibilidade", ressaltou Lucas, mostrando confiança.

Para ajudar nessa dura missão, as convocações de Jefferson, Fellype Gabriel e do próprio Lucas para a seleção brasileira deram mais motivação ao Botafogo. "É um dos fatos principais para acreditarmos, a consistência que temos tido nos últimos jogos. Isso nos dá confiança para vencermos os próximos jogos", disse o lateral botafoguense.

No domingo, o Botafogo visita o Sport na Ilha do Retiro, enquanto o São Paulo recebe o Náutico no Morumbi. Depois, na rodada seguinte, o time carioca encara o Atlético-MG no Engenhão e o São Paulo vai a Campinas jogar contra a Ponte Preta. Aí, no encerramento do campeonato, os dois times terão clássicos estaduais, contra Flamengo e Corinthians.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.