Cesar Greco/Divulgação
Cesar Greco/Divulgação

Lucas Barrios lidera o Palmeiras na briga pelo G-4 no Pacaembu

Equipe faz jogo decisivo contra o Grêmio

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2015 | 07h00

Marcelo Oliveira só confirmou um jogador para a partida de hoje à noite contra o Grêmio: o atacante Lucas Barrios. Depois dos três gols na vitória sobre o Fluminense por 4 a 1 no Maracanã, o paraguaio foi o mais assediado no aeroporto na viagem de volta e conquistou a confiança do treinador. “Eu estava em dúvida, mas agora vou colocar o Barrios para jogar. Ele entrou muito bem, está descansado, ficou um período parado. É justo colocar desde o início”, afirmou Marcelo Oliveira. 

A definição de Barrios, que jogará ao lado de Gabriel Jesus, também indica a preocupação da comissão técnica com o ataque. O Palmeiras é o time mais goleador do torneio e se vencer vai dormir no G-4. O Grêmio é o terceiro colocado. 

“O Grêmio difere pouco em casa e fora. É muito compactado, encurta a marcação e sai rapidamente quando tem a bola. É um time que movimenta muito a sua linha de ataque e é compacto para marcar”, elogiou o treinador. “Mas estamos jogando em casa e precisamos impor nossa condição de mandante.”

A casa do Palmeiras será o Pacaembu. Embora o Allianz Parque esteja vetado por causa de show – a situação deve se repetir no jogo de volta da Copa do Brasil, contra o Inter, dia 30 – , a torcida não desanimou. Mais de 14 mil ingressos foram vendidos até ontem. 

Motivada pelo bom momento do time, a principal torcida organizada desistiu de protestar por ficar no tobogã, setor atrás do gol, como havia anunciado no início da semana. Os torcedores haviam prometido ficar em silêncio. “Não podemos abandonar o time”, diz comunicado nas redes sociais. 

Esse apreço pelo Pacaembu tem razões históricas. O Palmeiras é o maior campeão do estádio com 27 títulos, entre eles o Paulista de 1972 e o Brasileiro de 1994. 

Mesmo sem dar pistas sobre a escalação, o treinador deve repetir o time do segundo tempo do jogo do Maracanã, com Zé Roberto na esquerda e Rafael Marques no meio. Com isso, Egidio vai para a reserva. Na zaga, Vitor Hugo volta ao time depois de cumprir suspensão. Seu companheiro será provavelmente Victor Ramos. 

Sobre o adversário, terceiro colocado no torneio, Marcelo Oliveira prevê muitas dificuldades. O fato de jogar no Pacaembu e não no Allianz Parque, que será o palco de dois shows nos próximos dias, não preocupa o treinador. “O ideal no Campeonato Brasileiro é utilizar a própria casa. O estádio do Palmeiras tem sido um aliado importante. Não podendo contar com o nosso estádio, nada melhor do que o Pacaembu, que é próximo. O Palmeiras tem um histórico muito positivo no estádio.”

Roger Machado terá seis desfalques para escalar o Grêmio. O meia Giuliano, o lateral Galhardo, o goleiro Marcelo Grohe, o zagueiro Pedro Geromel e o volante Maicon estão contundidos e o volante Edinho, suspenso. 

Tudo o que sabemos sobre:
FutebolBrasileirãoPalmeirasBarrios

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.