Ivan Storti/Santos
Ivan Storti/Santos

Lucas Braga diz entender cobrança da torcida do Santos e promete 2022 'melhor'

'O Santos, pela grandeza que tem, nunca poderia brigar contra o rebaixamento em duas competições', declarou o atacante

Redação, Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2021 | 00h32

Autor do último gol do Santos na temporada 2021, Lucas Braga lamentou as oscilações da equipe durante o ano e disse compreender as cobranças da torcida, que chegou a vaiar o time em alguns momentos no empate por 1 a 1 com o Cuiabá. A partida na Vila Belmiro foi a última da equipe paulista neste ano.

"A cobrança é com razão. Tivemos um ano muito difícil, desde o Campeonato Paulista. O Santos, pela grandeza que tem, nunca poderia brigar contra o rebaixamento em duas competições. Tenho certeza que ano que vem será melhor. Ressaltar o apoio da torcida, que foi fundamental para sair dessa situação. Que ano que vem as coisas possam melhorar", declarou.

O resultado garantiu o Santos na próxima edição da Copa Sul-Americana. O time de Fábio Carille entrou em campo na noite desta quinta-feira com chance até de se classificar para a fase preliminar da Copa Libertadores. Mas o tropeço em casa e uma combinação de resultados impediu a vaga na principal competição do continente.

O Santos encerrou sua participação no Brasileirão na 10ª posição da tabela, com 50 pontos, sendo 12 vitórias, 14 empates e 12 derrotas.

Nesta quinta, o time da Vila Belmiro apresentou uma atuação morna, quase apática durante a maior parte dos 90 minutos. E precisou buscar o empate, aos 29 minutos do segundo tempo, para evitar a derrota em casa.

"Acho que faltou persistir um pouco mais. Não fomos tão agressivos no primeiro tempo quanto fomos no segundo. Tivemos poucas chances no primeiro tempo. Mas fizemos um bom segundo tempo e até merecíamos sair com a vitória", comentou Lucas Braga, responsável pelo gol do empate.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.