Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Lucas brinca sobre grito contra o árbitro: 'Disse que ele era legal'

Lateral do Palmeiras diz que jogo com o Atlético-PR foi maluco

DANIEL BATISTA, O Estado de S.Paulo

19 de novembro de 2015 | 16h33

Único jogador do Palmeiras a falar no desembarque da equipe no aeroporto de Congonhas, após o empate por 3 a 3 com o Atlético-PR, quarta-feira, na Arena da Baixada, o lateral-direito Lucas mostrou bom humor ao falar sobre a reação que teve ao comemorar o gol marcado por Alecsandro, o terceiro do time alviverde.

O jogador partiu para cima do árbitro Dewson Freitas da Silva e berrou em frente a ele. "Eu disse para ele que ele é muito legal e muito gente boa", disse o treinador sorrindo em seguida.

Os palmeirenses ficaram bastante irritados com o terceiro gol do Atlético-PR. Eles alegam que os jogadores bateram a falta rapidamente enquanto um jogador adversário estava no gramado.

"Foi maluco (o jogo). No final, conseguimos o empate e foi bastante difícil. No final da partida ainda ficou um gostinho bom porque mostramos a reação legal e empatamos", afirmou o jogador.

O zagueiro Jackson acabou sendo expulso por dar uma cotovelada em um adversário enquanto Robinho também recebeu o cartão vermelho após gritar em direção ao árbitro, também na comemoração do terceiro gol.

Na súmula, o árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva escreveu que o meia foi expulso "por após a marcação do terceiro gol de sua equipe, o mesmo proferiu as seguintes palavras de forma grosseira e ofensiva, gesticulando com o dedo em riste: "tá aí seu m...! seu f.... seu c... ruim! esse gol é pra ti!"

Mais conteúdo sobre:
futebolPalmeirasBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.