Lucas e Rogério Ceni festejam pontinho do São Paulo no Couto Pereira

Jogadores entendem que a semana foi cheia para o time com jogo no Equador e que Vasco não está tão distante

O Estado de S. Paulo

30 de setembro de 2012 | 21h00

SÃO PAULO - Apesar de não terem conquistado os três pontos fora de casa, objetivo do time para não deixar o Vasco abrir vantagem na luta por uma vaga na Libertadores, os jogadores do São Paulo festejaram o empate com gostinho de vitória por causa das situações adversas que eles enfrentaram para conseguir empatar com o Coritiba por 1 a 1.

"Na minha opinião, ganhamos um ponto", comemorou Lucas, lembrando que o time fez o gol quando estava com um jogador a menos. "Agora temos de levantar a cabeça e vencer a próxima partida."

O capitão Rogério Ceni também destacou que o time conseguiu reagir após estar atrás no placar mesmo tendo apenas dez em campo e citou a maratona de viagens que o elenco enfrentou na última semana como motivo para o rendimento não ter sido o esperado. "A viagem para o Equador foi um pouco puxada e acho que nosso time deixou a desejar no primeiro tempo. Mas com dez jogadores e só dois atacantes, depois de termos começado a partida com três, fizemos o gol."

No meio da semana o São Paulo enfrentou quase 20 horas entre avião e ônibus para chegar à cidade equatoriana de Loja e o mesmo tanto para retornar ao Brasil. Sábado, logo após um treinamento regenerativo para os titulares, embarcou para Curitiba para a partida do Campeonato Brasileiro. Tudo isso, segundo os jogadores, atrapalhou um pouco o desempenho da equipe. "O time tem tentado correr, se superar, mas sabemos que temos algumas carências. De qualquer forma, com dez jogadores tivemos vontade de vencer", opinou Ceni.

MAL FORA DE CASA

O aproveitamento do São Paulo como visitante não é bom, e isso tem impedido o time de entrar de vez no G-4. Em 14 partidas até agora a equipe conquistou apenas três vitórias. São três empates e oito derrotas, um aproveitamento de 28,5% dos pontos, que contrasta com a pontuação em casa: 79,5%. “Jogar fora de casa é sempre complicado, mas o Campeonato Brasileiro é assim mesmo, com dificuldade em todos os jogos. Pelo menos desta vez conseguimos empatar e tenho certeza de que esse ponto será muito importante no futuro”, disse Maicon.

Na próxima rodada, sábado, o time recebe o Palmeiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.