Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Lucas joga com costela trincada para não sair do time do Palmeiras

Titular de Oswaldo, lateral revela que jogou machucado para evitar dar espaço ao jovem João Pedro e correr o risco de virar reserva

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

18 de fevereiro de 2015 | 14h31

A disputa por uma vaga no time titular do Palmeiras faz com que os jogadores façam sacrifício para não perder posição. Um exemplo disso é o lateral-direito Lucas, que sofreu uma contusão na costela no amistoso contra o Shandong Luneng, da China, ainda pela pré-temporada, e mesmo com dores, não deixou a equipe por receio de abrir espaço para João Pedro.

O técnico Oswaldo de Oliveira chegou a admitir a possibilidade de poupar o lateral, depois que João Pedro voltou da seleção brasileira sub-20, que disputou o Campeonato Sul-Americano da categoria, mas Lucas não quis descanso. "Trinquei a costela no primeiro jogo e optei não parar e ir até o meu limite. Senti um pouco de dor, mas não chegava a me atrapalhar para jogar. Eu não queria parar e perder condicionamento físico. Hoje, nem sinto tanta dor e consigo fazer os movimentos", explicou o titular absoluto, já deixando claro que João Pedro terá que esperar por uma oportunidade.

João Pedro apareceu bem no ano passado e, embora tenha apenas 17 anos, mostrou personalidade e assumiu a condição de titular durante boa parte do Campeonato Brasileiro. Entretanto, a diretoria entendeu que seria necessária a contratação de um atleta mais experiente para o setor, até para fazer sombra ao garoto. Além de Lucas, que trabalhou com Oswaldo no Botafogo, a equipe conta também com Ayrton, que retornou de empréstimo do Vitória e não foi sequer relacionado para a disputa do Campeonato Paulista.

Sem querer deixar o time de jeito algum, Lucas admite que o esforço também teve como motivo a preocupação em perder espaço na equipe. "O João Pedro é um excelente jogador e ainda tem o Ayrton. O professor gosta de ter pelo menos três jogadores em cada posição e quero mostrar meu futebol sempre. Senão for assim, ele coloca outro para jogar", disse nesta quarta-feira, após treinamento realizado na Academia de Futebol.

Apesar da concorrência, o titular da lateral-direita é só elogios para João Pedro. "Ele tem uma qualidade incrível e muita personalidade. Com 17 anos, entrar como entrou no time faz com que ele não seja só mais uma promessa. Ele é forte, tem velocidade e isso para lateral é fundamental", analisou.

O Palmeiras realizou um treinamento tático na manhã desta quarta-feira e volta aos trabalho à tarde, sem a presença da imprensa. Na quinta, o técnico Oswaldo de Oliveira deve comandar mais uma atividade e esboçar o time que enfrenta o Penapolense, domingo, em Penápolis. A grande dúvida é se o volante Arouca começa como titular ou fica no banco de reservas.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolCampeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.