Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Lucas Lima celebra 'dia mais feliz da vida' durante apresentação no Santos

Após se destacar pelo Sport, na série B, meia assina contrato até o final de 2017

Sanches Filho, Agência Estado

10 de fevereiro de 2014 | 14h56

SANTOS - Apresentado oficialmente como reforço do Santos nesta segunda-feira, o meia Lucas Lima esbanjou felicidade na sua chegada ao clube. O jogador, que assinou contrato com o time da Vila Belmiro até dezembro de 2017, afirmou, inclusive, que estava vivendo o "dia mais feliz" da sua vida.

"Hoje é o dia mais feliz da minha vida. Sempre tive essa vontade de jogar no Santos. Quando apareceu a proposta, não pensei duas vezes. Quero dar continuidade ao meu trabalho. Vou me empenhar ao máximo para ir bem", disse o jogador, que vinha treinando há algumas semanas no clube, mas só foi apresentado após a sua contratação ser oficializada.

No ano passado, Lucas Lima chamou a atenção do Santos quando defendia o Sport - ele marcou sete gols em 36 partidas na Série B do Campeonato Brasileiro - e passou a ser monitorado mais de perto pelo clube. Agora, ele chega para compensar a perda do meia argentino Montillo, negociado com o Shandong Luneng. "No Sport eu atuava aberto pela direita, mas também posso jogar mais por dentro que não tem problema", afirmou.

Gerente de futebol do Santos, Zinho espera que a chegada de Lucas Lima acabe com uma deficiência do elenco. "Não tínhamos um meia de criação. E o Lucas despertou esse interesse, porque temos jogadores rápidos pelo lado. Mas falta um organizador, um meia que pensa o jogo e segura a bola. Quando perdemos o Montillo isso ficou mais gritante. Claro que o Lucas dá essa opção para o Oswaldo. E por ser jovem ele pode ajudar", disse.

Lucas Lima, de 23 anos, garantiu não temer a pressão de atuar pelo Santos e espera logo ficar à disposição do técnico Oswaldo de Oliveira para fazer a sua estreia pelo novo clube. "É uma responsabilidade a mais e para usar essa camisa sei que preciso mostrar um algo a mais. Espero treinar, me condicionar o mais rápido possível e ficar à disposição do Oswaldo", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.