Reprodução/CBF TV
Reprodução/CBF TV

Lucas Paquetá comemora '2021 maravilhoso' e revela ajuda de Neymar em fase difícil

Meio-campista vive bom momento com a camisa do Lyon e tem ganhando chances com Tite na seleção brasileira

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2021 | 14h56

Ganhando cada vez mais a confiança do técnico Tite, o meia Lucas Paquetá não escondeu nesta terça-feira a alegria pela grande fase que vive tanto na seleção brasileira quanto no Lyon. O jogador de 24 anos celebrou o "maravilhoso" 2021 que faz em campo e também revelou que Neymar o ajudou com um empurrãozinho em seu crescimento na seleção. 

"Fico feliz pelo que estou vivendo. Me dediquei e trabalhei bastante para viver momentos como esse. Para mim, 2021 está sendo maravilhoso. Espero continuar fazendo o meu melhor, sendo feliz dentro de campo. E, na seleção, buscando meu espaço, porque muitas coisas podem acontecer, a disputa é muito grande. Sei que preciso continuar me dedicando para ter cada vez mais oportunidades", disse o meia, em entrevista coletiva.

Neste ano, Paquetá se tornou um dos principais armadores da seleção, ao lado de Neymar. Na França, vem brilhando a cada jogo do Lyon. Cérebro do time, participa de cada jogada decisiva da equipe tanto no Campeonato Francês quanto na Liga Europa.  

"Acredito que, para chegar neste momento, cada situação que vivi valeu a pena. A passagem pelo Milan, na Itália, foi um aprendizado. Me deu mais caixa, experiência para encarar as agora as adversidades de forma diferente. Cada lugar teve o seu momento de aprendizado. E fico feliz pelo momento de hoje."

E, para atingir essa grande fase em campo, Paquetá contou com a ajuda de Neymar. "Quando vivi momentos difíceis até mesmo na seleção, ele conversou comigo. Falou para eu ter calma, disse que eu era um grande jogador, que eu poderia contribuir bastante. Atitudes como essas me tranquilizaram e deram confiança para poder dar o meu melhor", comentou. 

A amizade fora de campo se revela no bom entrosamento apresentado pela dupla no último jogo, na goleada por 4 a 1 sobre o Uruguai, e até nas comemorações dos gols. "Temos uma boa amizade, com alegria, e combinar as dancinhas após os gols é sempre algo bem descontraído. Tem acontecido com bastante tranquilidade e a gente está fazendo bem dentro de campo."

Paquetá lembrou de outro atacante da seleção em sua entrevista. Ele fez elogios ao amigo Vinicius Junior, seu amigo da época do Flamengo, e disse que o jogador do Real Madrid ainda não mostrou seu potencial com a camisa da seleção. 

"Fico muito feliz pelo momento do Vini. É uma coisa que ele sempre buscou, batalhou, se dedicou. E agora as coisas estão acontecendo muito bem para ele. É mérito do grande trabalho que ele vem fazendo", declarou o meia do Lyon. "Fico feliz de ele estar aqui, comigo mais uma vez. Temos a mesma amizade de antes, muito forte. Ele vem se desenvolvendo, cada vez mais forte. No tempo certo, vai conseguir fazer também um grande desempenho aqui para estar ajudando a seleção." 

A seleção vai enfrentar nesta quinta-feira a Colômbia, em nova rodada das Eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo de 2022. O jogo será disputado na Neo Química Arena, em São Paulo. Na terça da próxima semana, o adversário será a Argentina, na última partida do Brasil neste ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.