Divulgação
Divulgação

Lucas Pratto brilha e Atlético-MG mantém vivo o sonho pelo título

Atacante é destaque da vitória por 3 a 0 sobre Coritiba fora de casa

JOÃO PRATA, ESPECIAL PARA A AE, Estadão Conteúdo

03 de outubro de 2015 | 20h40

Na base do "eu acredito", principal canto de sua torcida nos últimos anos, o Atlético Mineiro venceu o Coritiba por 3 a 0, neste sábado, no estádio Couto Pereira, em Curitiba, e diminuiu provisoriamente a diferença para o líder Corinthians. O time mineiro foi a 56 pontos e agora está a quatro da primeira colocação do Campeonato Brasileiro. A equipe paulista, no entanto, visita a Ponte Preta neste domingo e pode voltar a abrir sete pontos.

Com a derrota, o time paranaense pode terminar a 29ª rodada na zona de rebaixamento. O Coritiba é o 14.º colocado com 33 pontos, a dois da degola. Se o Avaí empatar e Goiás e Chapecoense vencerem neste domingo, a equipe do técnico Ney Franco entrará para o grupo dos quatro piores da competição.

O destaque do Atlético na partida foi o centroavante Lucas Pratto. Além de encerrar um jejum de cinco jogos sem marcar, o artilheiro do time na competição deu as assistências para os outros dois gols. Em duelo bastante equilibrado e de muita movimentação especialmente no primeiro tempo, ele saiu da área e abriu espaço para os companheiros. No primeiro, cruzou para Thiago Ribeiro, que dividiu com Leandro Silva e o árbitro assinalou gol contra. No segundo, serviu Giovanni Augusto. Por fim, caiu na área ao disputar a bola com o goleiro Wilson e bateu o pênalti para fazer o dele.

As equipes agora voltam a jogar apenas no próximo dia 14 - não haverá rodada na próxima semana por causa dos jogos da seleção brasileira nas Eliminatórias da Copa de 2018. O Atlético receberá o Internacional, que briga por vaga na Copa Libertadores, e o Coritiba visitará o lanterna Joinville.

O JOGO

Preocupado em diminuir a distância para o líder Corinthians, o Atlético entrou em campo com uma marcação sob pressão no adversário e quase se deu bem logo no minuto inicial. Giovanni Augusto roubou a bola na intermediária e tocou na frente para Lucas Pratto. O argentino cortou para a ponta direita e bateu na rede pelo lado de fora.

O Coritiba respondeu aos 10 minutos com Negueba. Ele recebeu bom passe de Juan nas costas da zaga pelo lado direito e, livre de marcação, dentro da área, chutou em cima do goleiro Victor. No rebote, Marcos Aurélio chutou rasteiro e Henrique Almeida, impedido, tirou a bola do gol. Três minutos depois, os visitantes foram ao ataque em bela jogada de Luan pela direita. Ele cruzou no meio da área para Giovanni Augusto, que dominou e chutou por cima do gol.

O Atlético mantinha marcação no campo adversário e quase abriu o marcador em nova roubada de bola. Marcos Rocha aproveitou o vacilo da zaga, avançou e chutou para boa defesa de Wilson. O Coritiba insistia em explorar o lado esquerdo da zaga do Atlético. Juan, dessa vez, serviu Henrique Almeida, que teve tempo para invadir a área e bateu cruzado a meia altura. Victor espalmou para escanteio.

Aos 40 minutos, Lúcio Flávio arriscou de longe e obrigou Victor a mandar para linha de fundo. O Atlético respondeu no minuto seguinte e conseguiu abrir o marcador. Em nova jogada pela direita, Lucas Pratto avançou até a linha de fundo e cruzou. Thiago Ribeiro se antecipou a Leandro Silva e mandou para as redes. O árbitro entendeu que o gol foi contra.

No segundo tempo, as equipes começaram errando muitos passes e a partida esfriou. O Coritiba voltou com Thiago Galhardo no lugar de Marcos Aurélio, mas tinha dificuldades em chegar ao gol de Victor. O time paranaense era muito lento na saída de bola e tentava assustar apenas nas bolas aéreas, o que facilitava a marcação do adversário, que passou a explorar os contra-ataques.

O segundo do Atlético veio graças a uma rápida saída de bola. Lucas Pratto novamente saiu da área para buscar jogo e deu bom passe para Giovanni Augusto nas costas da defesa. O meia invadiu a área e ampliou o placar aos 20 minutos. O Coritiba sentiu o gol e não conseguiu mais assustar o adversário.

Com a torcida calada no estádio Couto Pereira, o atacante Lucas Pratto esfriou de vez os ânimos do time da casa aos 37 minutos. Ele recebeu lançamento, tirou do goleiro Wilson e caiu na área. Pênalti, que ele mesmo bateu com força no canto esquerdo para acabar com o jejum de gols e sacramentar a vitória para o Atlético.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 0 x 3 ATLÉTICO-MG

CORITIBA - Wilson; Leandro Silva, Walisson Maia, Rafael Marques, Carlinhos; João Paulo, Lúcio Flávio (Paulinho), Juan e Marcos Aurélio (Thiago Galhardo); Negueba e Henrique Almeida. Técnico: Ney Franco.

ATLÉTICO-MG - Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca e Giovanni Augusto; Luan (Carlos), Thiago Ribeiro (Cárdenas) e Lucas Pratto (Josué). Técnico: Levir Culpi.

GOLS - Leandro Silva (contra), aos 41 minutos do primeiro tempo; Giovanni Augusto, aos 20, e Lucas Pratto (pênalti), aos 37 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Wilson (Coritiba); Luan e Carlos (Atlético-MG).

ÁRBITRO - Péricles Bassols Pegado Cortez (Fifa/RJ).

RENDA - R$ 246.465,00.

PÚBLICO - 14.569 pagantes.

LOCAL - Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.