Lucas projeta melhor temporada da carreira e lamenta saída de Leonardo

Meia não terá mais o apoio do diretor-esportivo, que pediu demissão do clube na última quarta-feira

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

11 de julho de 2013 | 15h49

SÃO PAULO - Livre das lesões que o atormentaram no primeiro semestre, Lucas projeta fazer da temporada 2013/2014 a melhor da sua carreira. "No começo sempre tem dificuldade, mas me adaptei mais rápido do que eu imaginava. Só a saudade do Brasil que é grande", diz.

Mas para bilhar no Paris Saint-Germain, o meia não terá mais o apoio do diretor-esportivo Leonardo, que pediu demissão do clube na última quarta-feira após ter a sua suspensão das atividades oficiais do futebol francês ampliada de nove para doze meses.

Leonardo foi punido por dar um encontrão no árbitro Alexandre Castro após um jogo contra o Valenciennes, em 5 de maio, pelo Campeonato Francês. O brasileiro foi impedido de entrar no vestiário em dia de jogo e assinar documentos em nome do clube.

"Não sei o real motivo (do pedido de demissão), mas deram uma punição muito grande para ele. Talvez ele não tenha gostado", disso Lucas.

Na volta das férias, o ex-são-paulino também encontrará um técnico novo no PSG. Carlo Ancelotti foi para o Real Madrid e em seu lugar foi contratado Laurent Blanc, ex-zagueiro e técnico da seleção francesa. "A chegada de um novo treinador sempre motiva os atletas e agora vou buscar o meu espaço para ser titular."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.