Pascal Rossignol/ Reuters
Pascal Rossignol/ Reuters

Lucas se diz 'mais amadurecido' para voltar à seleção

Atacante do PSG não era chamado desde 15 de outubro de 2013

Estadão Conteúdo

19 Agosto 2015 | 14h21

Depois de quase dois anos, o meia Lucas voltou a ouvir seu nome ser chamado em uma convocação para defender a seleção brasileira. Ele estará no grupo que enfrentará a Costa Rica e os Estados Unidos em setembro, ambos amistosos em solo norte-americano, e prometeu um jogador bem mais maduro neste retorno.

"Estou mais amadurecido, mais confiante, e em boa fase no meu clube. Principalmente fazendo uma sequência de jogos, o que dá ritmo e melhora, logicamente, o desempenho", declarou o atleta do Paris Saint-Germain em entrevista publicada pelo site da CBF nesta quarta-feira.

Lucas não era chamado desde o dia 15 de outubro de 2013, quando disputou um amistoso diante da Zâmbia. De lá para cá, conquistou espaço no Paris Saint-Germain, conviveu com lesões e iniciou muito bem a temporada 2015/16, como um dos destaques do time francês.

O longo período afastado da seleção, no entanto, nunca diminuiu a esperança do ainda jovem jogador, de somente 23 anos. "Claro que tinha esperança e acompanhei todas as convocações, até que ela chegou, repito, no momento e no dia certos: dia 13 de agosto, no meu aniversário", disse.

Mesmo tendo bons momentos no PSG e com boa parte da torcida pedindo sua convocação, Lucas admitiu que ficou abaixo das expectativas quando foi chamado para a seleção. "Acho que a ansiedade, a vontade exagerada de mostrar meu futebol, de tentar fazer algo a mais, tudo isso acabou me atrapalhando. Às vezes, entrava faltando 15, 10 minutos, e queria fazer o que às vezes não se consegue em 90."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.