Lucho Gonzalez deve ser titular da Argentina na sexta

O treino desta quarta-feira à tarde da Argentina deu mais indícios de que Lucho González conseguirá um lugar entre os onze que começam a partida contra a Sérvia e Montenegro na sexta-feira. Ele foi titular no treinamento contra os juniores que acompanham o elenco. Treinou pelo lado direito, com Maxi Rodriguez para a esquerda. ?A idéia é que eu me aproxime de Riquelme, que esteve muito sozinho no primeiro jogo. Juntos, vamos fazer as jogadas para o ataque. E também devo recuar um pouco para ajudar a Mascherano?, disse o jogador após o treino, demonstrando que já recebeu as orientações necessárias de Jose Pekerman. Depois, tentou disfarçar. ?Nada está definido. Não se sabe quem joga e isso não importa muito. O que conta é que a Argentina consiga sua segunda vitória com um ou outro.? Ao optar por González, Pekerman, a seu modo, está sendo coerente. Na partida de estréia, o meio-de-campo foi a parte que não funcionou. A defesa, com Ayala e Heinze esteve bem e o ataque fez dois gols. Mesmo assim, as especulações, principalmente pela entrada de Messi continuam. O argumento da maior parte dos jornalistas é o seguinte: se a Argentina trouxe seis atacantes de bom nível à Alemanha, por que utilizar apenas dois? Nesta quarta, os jogadores receberam um grande presente da torcida. Uma bandeira com 18 metros de largura com seis de altura, com mensagens de incentivo. Outras, nem tanto. Não pediam; exigiam o título. Foram pedaços de pano azuis e brancos que percorreram todo o país buscando assinaturas. Depois, foram unidos, formando uma bandeira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.