Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

Luciano garante São Paulo na luta pelo título: 'Vamos brigar até o final'

Equipe do Morumbi está sete pontos atrás do Internacional e restam quatro jogos para o time

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2021 | 23h57

O São Paulo fez na noite desta quarta-feira seu primeiro jogo desde a demissão do técnico Fernando Diniz. Mas ainda não foi desta vez que o time paulista conquistou sua primeira vitória em 2021. No Morumbi, buscou o empate com o Ceará por 1 a 1, com gol no fim, marcado por Luciano, artilheiro do time na temporada. 

Apesar de deixar sua marca, Luciano não exibiu nenhum sorriso de comemoração ou demonstrou contentamento. Com semblante pesado, admitiu que o São Paulo segue devendo neste ano, com ou sem Diniz no banco de reservas.  

"Alívio, nada", disse o atacante, ao ser questionado sobre o gol. "Sabemos que não vencemos neste ano ainda. Isso incomoda bastante. No primeiro tempo nós comandamos, mas não soubemos fazer o gol. Eu perdi umas chances. E, no finalzinho, tivemos um poder de reação. A derrota seria bem pior." 

Autor de 17 gols na temporada, Luciano se esquivou de estabelecer uma meta para o São Paulo nesta reta final do Brasileirão. Mas disse que a vaga na Copa Libertadores não é o suficiente. "Vamos trabalhar agora, com pés no chão. Ainda temos quatro jogos para ver o que podemos conseguir até o final." 

Com o tropeço em casa, o São Paulo chegou aos 59 pontos, na quarta colocação, ainda dentro da zona de classificação direta à fase de grupos da Libertadores. Porém, ainda distante do líder Internacional, apesar da derrota para o Sport nesta quarta. O primeiro colocado soma 66 pontos.

"A gente vai brigar pelo título até o final", prometeu Luciano. "Sabemos que a situação não está fácil. Mas não podemos perder a fé. Vamos pensar um jogo de cada vez", declarou o atacante. 

Nesta reta final, o São Paulo vai fazer o clássico com o Palmeiras, em jogo atrasado, e depois terá pela frente Grêmio, Botafogo e o vice-líder Flamengo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.