Lúcio cobra o time do Palmeiras: 'Temos que lutar para evitar o pior'

Zagueiro alerta para momento ruim da equipe e técnico Ricardo Gareca se nega a dar entrevista após a derrota para o Atlético-MG

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

10 de agosto de 2014 | 21h01

Capitão e líder do time em campo, o zagueiro Lúcio não escondeu a preocupação com mais uma derrota do Palmeiras, desta vez para o Atlético-MG, por 2 a 1, neste domingo, em Belo Horizonte. O xerife palmeirense admite que a situação é muito preocupante.

"Já são oito jogos sem vencer e não tem mais como cair (de rendimento). A gente tem que prestar atenção. A gente correu mais perigo quando estávamos com a bola no pé, porque errávamos muito. Estamos em uma fase muito ruim e não dá para fugir disso. Tem que lutar para evitar o pior", alertou.

O meia Felipe Menezes, um dos piores em campo, disse não saber o que fazer para melhorar a situação. "Nosso time é organizado e é difícil explicar o que acontece. Vamos trabalhar, porque uma vitória no clássico pode mudar tudo", apostou. O atacante Leandro não parece ver tantos motivos para preocupação. "Mais uma vez, fizemos uma boa partida, mas não conseguimos o resultado."

O técnico Ricardo Gareca decidiu não dar entrevista depois do jogo e não deu motivo para a desistência. Essa é a primeira vez que ele se nega a falar desde que chegou ao clube.O Palmeiras tem a semana livre para treinar e se preparar para o clássico contra o São Paulo, domingo, no Pacaembu. O lateral-direito Wendel pode retornar ao time, após cumprir suspensão diante do Atlético-MG. A equipe não tem nenhum jogador suspenso.

Enquanto Gareca trabalha para fazer a equipe sair da crise, a diretoria trabalha. A inscrição de jogadores para o Brasileiro se encerra nesta quarta-feira e o Palmeiras corre para conseguir acertar mais duas contratações. O atacante Jonatan Cristaldo já está praticamente contratado e o meia Diego Souza é cobiçado por vários clubes, mas tem boas chances de voltar ao clube que defendeu entre 2008 e 2010.

Cristaldo deve ser confirmado como reforço nesta segunda-feira. O argentino já está no Brasil e só não foi anunciado ainda por causa de alguns detalhes no acerto com o Metalist, da Ucrânia, mas tudo deve ser resolvido. Quanto a Diego Souza, ele diminuiu a pedida salarial e o Palmeiras está disposto a investir em sua contratação, mas tem a concorrência de outros clubes brasileiros.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoPalmeirasLúcio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.