José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Lúcio pede para São Paulo mostrar 'coragem e caráter'

Experiente zagueiro tenta chacoalhar o elenco antes da partida contra o Internacional

AE, Agência Estado

23 de julho de 2013 | 12h33

SÃO PAULO - Titular da zaga do Brasil nas Copas do Mundo de 2002, 2006 e 2010, Lúcio espera usar a sua longa experiência no futebol para ajudar o São Paulo a sair da crise. Sem vencer há dez jogos e vindo de sete derrotas seguidas, o time tentará iniciar a sua reação nesta quarta-feira, contra o Internacional, a partir das 21 horas, no Morumbi, em duelo antecipado da 12.ª rodada do Campeonato Brasileiro. E, como um dos líderes do atual elenco tricolor, o defensor de 35 anos já cobrou dos companheiros a postura que espera ver em campo nas próximas partidas.

"Acredito que a maior força que nós temos é o grupo. Vamos pensar no coletivo, porque todo mundo tem o mesmo objetivo. Agora é a hora de colocar a coragem e o caráter à prova", ressaltou o jogador, em declaração reproduzida nesta terça-feira pelo site oficial do São Paulo.

Lúcio lembrou que passou por momentos de crise em outros clubes que defendeu e aposta na força do elenco do São Paulo, que depois da partida desta quarta-feira irá reencontrar o Corinthians, domingo, no Pacaembu, pela nona rodada do Brasileirão, após ter caído com duas derrotas para o rival na final da Recopa Sul-Americana.

"Já vivi isso duas vezes, no Internacional e no Bayer Leverkusen, e sem dúvida o caráter e a união da equipe farão com que a gente consiga sair dessa situação, porque nós já mostramos que temos qualidade", completou Lúcio.

Em plena crise, o São Paulo ocupa a 16.ª posição do Campeonato Brasileiro, com oito pontos, apenas um à frente da Ponte Preta, que encabeça a zona de rebaixamento. Contra o Inter, o time tentará encerrar um jejum de vitórias que dura desde o dia 29 de maio, quando goleou o Vasco por 5 a 1, no Morumbi, pela competição nacional.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCLúcio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.