Rubens Chiri/São Paulo
Rubens Chiri/São Paulo

Lugano afirma que São Paulo vive um 'círculo vicioso' nos últimos anos

Para superintendente, falta de resultados nos últimos anos prejudica trabalhos de médio e longo prazos

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

21 de março de 2019 | 17h13

O ex-zagueiro Lugano, superintendente de Relações Institucionais do São Paulo, acredita que o clube vive um "círculo vicioso" nos últimos anos. O último título do clube foi conquistado em 2012, pela Copa Sul-Americana. Esse jejum prejudica os trabalhos de longo prazo, na visão do dirigente. 

"Nos últimos anos, o São Paulo entrou num círculo vicioso, que está difícil de sair. Você não ganha, a pressão aumenta e fica mais difícil de vencer. Os trabalhos a médio e longo prazo são quase utopia se você não tem resultados imediatos. Se você não tem trabalho a médio ou longo prazo é difícil de ter resultado. Esse círculo vicioso, com muita crítica e ansiedade, acaba interferindo negativamente nos jogadores", disse o ex-zagueiro após o Congresso Técnico da Federação Paulista de Futebol nesta quinta-feira.

Nesse contexto de dificuldades, o time não deve apostar totalmente nos jogadores da base, mas sim ter equilíbrio na hora de escalá-los, na visão do uruguaio.  "Nós sempre apostamos na molecada. O problema é que nesse momento, é difícil dar responsabilidade a eles. A torcida precisa ter paciência com eles", afirmou o ex-zagueiro

"Desde que voltei, muitos meninos que geram expectativa na base sobem, mas não são decisivos. Eles sofrem críticas e sentem o momento do São Paulo. Não é apostar 100% nos meninos, é ter equilíbrio e coerência para colocá-los. Todo jogador novo não tem muita regularidade, precisamos protegê-los das críticas e das confusões", recomenda Lugano.

Depois de ter sido o destaque da Copa São Paulo deste ano, Antony se tornou peça importante no esquema do interino Vagner Mancini e fez o gol no empate diante do São Caetano na quarta-feira. Além dele, o volante Luan, também da base, é titular absoluto. Nesta quarta-feira, Igor Gomes foi o substituto de Hernanes e Nenê, que estão contundidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Raí valoriza montagem do elenco do São Paulo para o Brasileirão
  • Em crise, Figueirense se movimenta para evitar novo W.O.
  • Corinthians, Palmeiras e São Paulo tem as melhores defesas do Campeonato Brasileiro
  • Podcast: personalidades do esporte analisam a situação do futebol no Brasil
  • Bruno Henrique vibra com gols no Maracanã: 'Semana mais feliz da minha vida'

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.