Lugano: O futebol vai virar Big Brother

O zagueiro Lugano, do São Paulo, ficou uma fera com a suspensão por três jogos, imposta ontem pelo STJD. Jurando de pés juntos não ter pisado de propósito em Leandro, do Fluminense, o uruguaio está indignado com a forma como a Justiça está tratando os jogos. "O futebol vai virar um BBB (Big Brother Brasil, programa da TV Globo no qual os participantes são filmados em tempo integral). Nos jogos cada jogador tem uma câmera nele", desabafou. "E se forem punir todo mundo com as imagens, o futebol vai acabar, ou virar vôlei," disse. "Desse jeito, vamos ter de entrar em campo e dar beijos e tapinha nas costas dos adversários." Lugano definiu como injusta sua punição. "O lance foi casual, eu estava de costas para o Leandro", defendeu-se o zagueiro que jamais foi expulso em sua carreira. O STJD incluiu o zagueiro no artigo 258 (assumir atitude contrária à disciplina ou à moral desportiva, em relação a componente de sua representação, representação adversária ou de espectador). Ele desfalca o São Paulo diante de Corinthians, Coritiba e Vasco. A pena não vale para a Libertadores. Assim, Lugano estará à disposição de Paulo Autuori para o duelo com o The Strongest, na quarta-feira, dia 11. E acredita que os julgamentos feitos por imagens de TV vão abrir precedente perigoso no futebol. "Vão reclamar de gols anulados, impedimentos mal marcados. Pode ser justo, mas acaba com o futebol". E Lugano pode não ser o único problema para Autuori no clássico. O lateral-esquerdo Júnior deixou o treino de hoje reclamando de dores no adutor da coxa direita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.