Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Lugano revela frustração por reserva no São Paulo: 'Esforço tremendo para entender'

Apesar de pouco utilizado em campo em 2017, o ídolo foi uma das principais referências no vestiário do clube

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2017 | 07h00

O zagueiro Diego Lugano, que se despediu do São Paulo neste mês, revelou ter precisado de um "esforço tremendo" para entender sua função no time desde seu retorno em 2016, principalmente por ter ficado na reserva na maior parte do tempo. O ídolo assumiu certa dose de orgulho, mas diz ter percebido sua importância nos bastidores, na transmissão de valores e no fortalecimento interno do grupo. 

Petros pega gancho de quatro jogos e São Paulo leva multa de R$10 mil

O atleta foi uma das principais referências do grupo nos vestiários e, mesmo sem jogar, é apontado como uma das maiores lideranças para os jogadores que atuaram com Rogério Ceni e Dorival Junior em 2017.

"Não vim passear, vim para jogar", explica Lugano, no documentário Don Diego: Carne, Osso e Coração, lançado na última quinta pelo clube. "Você fica mais velho, aparecem dores.. Mas uma coisa que não se perde é o orgulho. E aí você fica um pouco frustrado quando não tem tempo nem oportunidade de jogar."

O ídolo disse ter ficado com a sensação de que poderia ter ajudado mais o clube, que lutou contra o rebaixamento em boa parte do Brasileirão. "Fiquei com essa sensação de que poderia ter ajudado mais. Fica o sabor de que faltou algo. Mas fiz um esforço tremendo para entender qual seria minha contribuição na segunda passagem pelo São Paulo e dentro dessa realidade que vivemos."

 

Avaliando suas duas passagens pelo clube, Lugano diz entender que sua influência nesta segunda, mesmo jogando pouco, foi maior. "Consegui moldar um pouco o relacionamento interno do São Paulo e do clube com a torcida. Tentei sempre discutir, ter autocrítica, ter respeito, lealdade. Saber o porquê das coisas. Ser parte da instituição é discordar de algumas coisas. Isso é pensar no clube. Vendo esse contexto, vejo que minha influência foi muito maior agora do que foi na primeira passagem. Muito maior."=

Tudo o que sabemos sobre:
Diego LuganoSão Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.