Alex Silva/AE
Alex Silva/AE

Luis Álvaro volta atrás sobre lesão de Ganso ser 'incurável'

Presidente do Santos afirma que não negociaria o jogador com o São Paulo se ele estivesse contundido

AE, Agência Estado

25 de setembro de 2012 | 14h52

SANTOS - O presidente do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, desmentiu nesta terça-feira a notícia de que teria afirmado que a lesão de Paulo Henrique Ganso, negociado com o São Paulo na semana passada, seja "incurável".

"Gostaria de esclarecer de forma veemente que, em nenhum momento, afirmei que a contusão do atleta Paulo Henrique Ganso é incurável, como repercutiram alguns veículos de imprensa", registrou dirigente santista, em nota oficial. "Faço questão de repelir qualquer declaração neste sentido, pois, inclusive, ela deporia contra os fatos".

De acordo com Luis Álvaro, o Santos não teria feito proposta para renovar o contrato de Ganso, como aconteceu antes da negociação com o São Paulo, se o jogador estivesse gravemente lesionado.

"Se não acreditasse na recuperação plena do atleta, em nenhum momento o Santos teria tentado renovar seu contrato por mais de três vezes. Além disso, nosso Departamento Médico, considerado um dos melhores do Brasil, teria nos informado sobre a gravidade da lesão", reforçou o presidente.

As declarações de Luis Álvaro sobre a lesão de Ganso foram publicadas no jornal O Estado de S.Paulo na edição desta terça-feira. "Vão ter de acompanhar com muito cuidado o jogador. Na minha opinião, o que ele tem é incurável", teria afirmado o dirigente, em um "recado" ao rival São Paulo. O presidente não deu detalhes sobre a lesão. O jogador chegou ao novo clube com uma lesão muscular na coxa e ainda não tem data para estrear.

Na mesma notícia, Luis Álvaro criticou a opção de Ganso pelo São Paulo porque ganharia um salário inferior (R$ 350 mil mensais) em comparação à última proposta do Santos (R$ 420 mil). "Ele ganharia mais no Santos. Mas a verdade é que ele não queria mais jogar no nosso clube".

Ao final da nota oficial publicada nesta terça, o presidente santista disse que a negociação de Ganso já é "página virada na história" do clube. "Desejamos toda a sorte ao atleta em sua carreira, agradecendo pelos serviços prestados enquanto atuou pelo Santos. Consideramos sua passagem pelo clube vitoriosa e sua negociação uma página virada em nossa história", afirmou.

Atualizada às 16:06

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCLuis ÁlvaroGanso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.