Javier Soriano/AFP
Javier Soriano/AFP

Luis Enrique elogia atuação de Neymar: 'Fora do normal'

Atacante brasileiro marca dois na vitória por 3 a 2 sobre o Atlético de Madrid, garantindo o Barcelona na semifinal da Copa do Rei

Estadão Conteúdo

29 de janeiro de 2015 | 11h17

Um ano e meio depois de desembarcar na Espanha para atuar no Barcelona, Neymar vive sua melhor fase no clube. Na última quarta-feira, ele foi o grande destaque da importante vitória por 3 a 2 no clássico contra o Atlético de Madrid, ao marcar dois gols, resultado que levou os catalães à semifinal da Copa do Rei mesmo atuando na casa do adversário.

O desempenho não passou batido pelos olhos do técnico Luis Enrique, que fez questão de exaltar seu comandado. "O Neymar teve um desempenho fora do normal. Ele é ousado, nos presenteia com muitas coisas, com seus gols e sua habilidade para desafiar nos dribles", comentou o treinador.

O grande desempenho de Neymar também foi reconhecido pela imprensa catalã, uma vez que os três principais diários esportivos locais - Sport, L'Esportiu e Mundo Deportivo - trouxeram o brasileiro na capa. O destaque ficou por conta do Sport, que além da foto do atacante abraçado a Messi e Luis Suárez, escreveu na manchete: "A Copa do Ney", fazendo alusão ao nome da competição, Copa do Rei.

Mas Neymar também se destacou na quarta pela revolta que causou nos jogadores adversário. Juanfran, Gabi e Fernando Torres se desentenderam com o atacante ao longo da partida, irritados pelo seu estilo de jogo. Juanfran chegou a fazer o número 7 com as mãos, em alusão à goleada sofrida pelo Brasil para a Alemanha na última Copa do Mundo. Mas Luis Enrique defendeu seu atleta.

"A atitude do Neymar é o que é. Ele é um jogador com muita autoconfiança. É assim que ele joga. Ele entende o futebol desta forma. Ele gosta de desafiar os oponentes com seus dribles. Ninguém vai mudá-lo, e nós gostamos de vê-lo assim", declarou o técnico, que ganhou o apoio de Busquets. "Neymar é um jogador que desequilibra. Isso é futebol, futebol é imaginação, e ele tem muita. É preciso saber perder", disse o volante.

Do outro lado, o volante Gabi, expulso no intervalo após confusão na ida para os vestiários, tentou explicar as desavenças com Neymar. "Ele tem uma maneira peculiar de jogar, principalmente quando está em vantagem. Ele faz gestos que incomodam quando ele está ganhando", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.