Luis Enrique teme 'jogo mais díficil' como visitante do Barcelona

Não é uma visita ao Santiago Bernabéu que preocupa o treinador do Barcelona, Luis Enrique, nem uma ida ao Vicente Calderón. Mas com o time tendo tropeçado nas duas últimas rodadas do Campeonato Espanhol, o técnico admitiu temor com o duelo deste sábado contra a Real Sociedad, fora de casa.

Estadão Conteúdo

08 de abril de 2016 | 12h01

"Estamos na situação que temos de mostrar que somos consistentes e fortes", disse o treinador do Barcelona, nesta sexta-feira. "E se olharmos para os precedentes é claro que não existe nenhum outro estádio na Espanha tão difícil para nós. Eu diria que é o mais difícil jogo fora de casa da temporada".

O Barcelona não vence no Estádio Anoeta há quase dez anos. O último triunfo do clube catalão foi na temporada 2006/2007, antes do time basco passar três anos na segunda divisão. Nas últimas cinco temporadas, o Barcelona perdeu quatro vezes e empatou uma em San Sebastián.

"Desde que a Real Sociedad voltou à elite o Barcelona não ganhou lá, não importa qual técnico estava no comando, então há algo nisso", disse Luis Enrique. "Uma sequência tão longa merece alguma reflexão para avaliar o que aconteceu para que possamos começar a trabalhar, porque só uma coisa é certa: este vai ser um jogo difícil".

O Barcelona lidera o Campeonato Espanhol com seis pontos de vantagem para o Atlético de Madrid e sete para o Real Madrid quando faltam sete rodadas para o fim. Mas o atual campeão empatou com Villarreal há quase três semanas e, em seguida, perdeu para o Real na semana passada.

E contra a Real Sociedad, o Barcelona não poderá contar com o artilheiro Luis Suárez, que está cumprindo suspensão de um jogo por acumulação de cartões amarelos. Isso significa que Lionel Messi e Neymar poderão ter a companhia do jovem Munir El Haddadi no ataque ou o apoio de mais um meio-campista, neste sábado, quando tentará proteger a sua vantagem na liderança.

Dirigido pelo ex-jogador do Barcelona Eusebio Sacristán, a Real Sociedad está no meio da tabela. A vitória da semana passada sobre o Sevilla foi a sua primeira nos últimos seis jogos no Espanhol.

Na última temporada, a derrota por 1 a 0 para a Real Sociedad, em janeiro de 2015, provocou uma crise no Barcelona. O diretor esportivo Andoni Zubizarreta foi demitido no dia seguinte, e a imprensa espanhola especulou que Luis Enrique seria o próximo a sair.

Mas essa derrota foi um marco para o clube, que ganhou 18 dos 21 jogos restantes do Espanhol, na campanha que lhe rendeu o título nacional. E o Barcelona também ganhou a Liga dos Campeões e a Copa do Rei.

"Foi uma derrota como qualquer outra", disse Luis Enrique. "A única coisa que não podemos fazer em Anoeta é relaxar. Temos que estar focados, competitivos, melhor do que eles para manter a bola e pressionar a defesa. Temos que fazer muitas coisas melhores para ganhar lá".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.