Alejandro García/EFE
Alejandro García/EFE

Luis Enrique sai em defesa de Piqué e critica vaias: 'Patético'

Treinador afirma que jogador foi 'original' ao acirrar rivalidade

Estadão Conteúdo

11 de setembro de 2015 | 11h09

O técnico do Barcelona, Luis Enrique, entrou na polêmica sobre as vaias que Gerard Piqué tem ouvido quando atua pela seleção espanhola em Madri e saiu em defesa do seu zagueiro. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o treinador condenou a atitude da torcida madrilenha e classificou as críticas como "patéticas".

"Vocês (jornalistas) deviam perguntar a quem vaia o motivo, mas me parece patético vaiar um jogador da seleção, porque isto repercute nos companheiros e na equipe. É até cômico que essas coisas sejam feitas", declarou.

Piqué se tornou um dos principais símbolos da crescente rivalidade entre Real Madrid e Barcelona ao provocar em diversas oportunidades os madrilenhos e defender publicamente a separação catalã da Espanha. Por conta desta postura, passou a ser vaiado nas partidas da seleção em Madri.

"A hipocrisia e estes valores afloram em nossa sociedade, sobretudo em função dos resultados. Se me perguntar, Piqué é um sujeito muito original e o que disse (as provocações) tem sua graça. A gente conhece ele. Piqué é esplendido, sincero e muito original. É uma bendita e necessária rivalidade", comentou Luis Enrique.

A polêmica por conta das vaias foi tão grande que obrigou Piqué a convocar uma entrevista coletiva para se explicar na última quinta. O zagueiro, no entanto, apenas apimentou ainda mais a relação com os madrilenhos, ao negar-se a pedir desculpas e reafirmar sua postura provocadora e defensora dos catalães.

Luis Enrique também defendeu esta postura e lembrou que há alguns anos era um jogador do Real Madrid, o meia Guti, quem disparava provocações para o lado catalão. "Há alguns anos, o Guti se matava de tanto dizer que queria que o Barcelona perdesse sempre."

MESSI

Questionado pela ausência de Messi no treino desta sexta-feira, o treinador afirmou que o clube o liberou para resolver assuntos pessoais.

"Leo teve permissão do técnico e do clube para perder o treino por razões pessoais", disse Luis Enrique durante entrevista coletiva. "Ele está no elenco e amanhã estará disponível para jogar".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.