Alejandro Garcia/EFE
Alejandro Garcia/EFE

Luis Enrique substitui Hierro e é anunciado como novo técnico da Espanha

Ex-técnico de Barcelona e Roma assume comando da seleção ibérica após a Copa do Mundo

Estadão Conteúdo

09 Julho 2018 | 09h18

A Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) anunciou nesta segunda-feira o nome de Luis Enrique como novo técnico da seleção nacional. O ex-treinador do Barcelona, de 48 anos, chega para a vaga que havia sido ocupada emergencialmente por Fernando Hierro na Copa do Mundo.

+ Ex-goleiro Molina assume vaga de Hierro na direção da Federação Espanhola

+ Eliminações de seleções com ampla posse de bola põe o tiki-taka em xeque

+ Enquete: Exceto a Alemanha, qual foi a maior decepção da Copa até aqui?

"A decisão foi unânime. Eu gosto muito do compromisso dele. Ele deixou passar oportunidades econômicas melhores para treinar a seleção", revelou o presidente da RFEF, Luis Rubiales. "Este treinador cumpre todos os parâmetros e os critérios adotados pela direção esportiva."

Luis Enrique é a aposta da RFEF para acabar com o princípio de crise instaurado na seleção às vésperas da Copa. A dois dias da estreia da Espanha, o técnico Julen Lopetegui foi demitido pela entidade por ter fechado com o Real Madrid, para onde iria após a disputa do Mundial. O diretor esportivo Hierro, então, assumiu o comando para o torneio.

A campanha da Espanha na Rússia, porém, ficou bem abaixo do esperado. Em quatro partidas, venceu apenas uma vez e empatou as outras três, incluindo diante da Rússia, nas oitavas, quando foi eliminada nos pênaltis. A RFEF, então, definiu que Hierro não seguiria como técnico e lhe ofereceu novamente o cargo de diretor esportivo, que foi recusado por ele.

 

Horas antes do anúncio de Luis Enrique, a entidade já havia determinado o substituto de Hierro no cargo diretivo: o ex-goleiro José Francisco Molina. E após uma breve reunião, da qual o novo dirigente participou, o nome do novo treinador também foi definido.

Como treinador, Luis Enrique trabalhou na Roma, no Celta de Vigo e no Barcelona, tanto no time B quanto no principal. No comando do clube catalão, faturou nove títulos em três anos: uma Liga dos Campeões, um Mundial de Clubes, uma Supercopa da Europa, dois Campeonatos Espanhóis, três Copa do Rei e uma Supercopa Espanhola.

Luis Enrique também possui história na seleção espanhola, como jogador. Ele vestiu as cores da seleção por quase dez anos e participou de três Copas do Mundo: 1994, 1998 e 2002. Também integrou a equipe que conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 1992, em Barcelona. No total, representou o país em 62 oportunidades e marcou 12 gols.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.