Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Paulo Fernandes/ Vasco.com.br
Paulo Fernandes/ Vasco.com.br

Luís Fabiano comemora fim do jejum no Vasco e dedica gol do título ao sogro

Atacante marcou seu primeiro gol com a camisa da equipe carioca

Estadao Conteudo

16 de abril de 2017 | 19h58

O atacante Luís Fabiano finalmente desencantou no Vasco. Neste domingo, na vitória sobre o Botafogo por 2 a 0, no estádio do Engenhão, no Rio, que garantiu o título da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, o jogador balançou as redes e fez o seu primeiro gol pelo novo time após sete jogos.

Aliviado com o fim do jejum, o centroavante dedicou o gol ao sogro. "O gol é fruto de trabalho de muita dedicação de muitos envolvidos. O bem mais precioso que temos é a família e minha esposa vive um drama com pai, que está internado na UTI. Ela está acompanhando o pai dela em Campinas. Não posso deixar de dedicar o gol ao meu sogro, que está vivendo um drama no hospital", disse.

Luís Fabiano também aproveitou para rebater os críticos. "É muita baboseira que se fala na mídia. Têm os comentaristas que falam um monte de besteira, mas mesmo assim continuei trabalhando quieto e pude retribuir o carinho do torcedor. É sempre especial fazer gol na final e, em apenas três meses de clube, carimbar um título".

O Vasco agora se prepara para as semifinais do Campeonato Carioca. No próximo final de semana, ainda sem data e local definidos, o time enfrentará o Fluminense. O jogo pode ter um sabor especial para Luís Fabiano, que está com 399 gols na carreira.

"Falta muita coisa pela frente. Temos uma grande semifinal contra o Fluminense, espero dar sequência e fazer o gol 400", disse o centroavante vascaíno. "Independentemente de viver um momento meio chato em que a bola não está entrando, você tem que continuar tentando que uma hora você quebra a maldição", finalizou.

Tudo o que sabemos sobre:
Vascofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.