Paulo Fernandes/ Vasco.com.br
Paulo Fernandes/ Vasco.com.br

Luís Fabiano comemora tempo para treinar e espera colocar fim a jejum no Vasco

Atacante ainda não marcou gols pelo time carioca

Estadao Conteudo

15 de abril de 2017 | 16h54

De volta ao Vasco graças a um efeito suspensivo obtido no TJD-RJ, o atacante Luís Fabiano espera acabar com o jejum de gols e ajudar o time na decisão da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, contra o Botafogo neste domingo, às 16 horas, no estádio do Engenhão, no Rio.

O centroavante já atuou seis vezes pela nova equipe e ainda não balançou as redes. A justificativa até então é que teve pouco tempo para treinar e se adaptar. Depois de ficar de fora dos dois últimos jogos, Luís Fabiano realizou um trabalho especial para voltar a atuar em alto nível.

"Tive duas semanas para me preparar, treinar bem. Tive pouco tempo de pré-temporada. Ficar de fora é ruim. Graças a Deus eu tive o apoio de muitas pessoas boas. O clube me acolheu de uma maneira fantástica. Quando estamos bem no trabalho, é outra coisa. Minha família está bem no Rio. Agora é colher os frutos", comentou ao site oficial do Vasco.

Luís Fabiano levou quatro jogos de suspensão após ter sido expulso no clássico contra o Flamengo, em Brasília, pela fase de classificação da Taça Rio. O atacante deu uma "barrigada" no árbitro Luiz Antonio Silva Santos, conhecido como Índio, por não concordar com uma marcação no duelo que terminou empatado em 2 a 2, no estádio Mané Garrincha.

Com a liberação provisória após cumprir metade da pena, Luís Fabiano comentou sobre a importância de estar em campo em uma decisão. "Jogo decisivo é sempre importante. Não podemos de maneira nenhuma vacilar. Clássico é decidido nos detalhes. Precisamos estar concentrados do primeiro ao último minuto para não sermos surpreendidos. É uma grande oportunidade do Vasco mostrar que está no caminho certo e evoluir", disse.

Neste sábado, o treino começou com um aquecimento comandado pelo preparador físico Flávio Trevisan. Na sequência, o técnico Milton Mendes trabalhou a parte tática e as bolas paradas, tanto ofensivas quanto defensivas. Ainda colocou os jogadores para cobrar pênalti, antes do rachão.

Tudo o que sabemos sobre:
Vascofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.