Luis Fabiano crê na redução da punição de quatro jogos na Libertadores

O clube promete entregar nesta semana sua defesa na entidade sul-americana

PAULO FAVERO, O Estado de S. Paulo

24 de março de 2013 | 08h01

SÃO PAULO - O atacante Luis Fabiano fez seu gol, comemorou, mas se mostrou chateado com a punição da Conmebol, que aplicou quatro partidas de suspensão pela expulsão na partida contra o Arsenal, no Pacaembu. Um dos jogos já foi cumprido e ele terá de ficar mais três fora. “Nunca vi um jogador ser suspenso quatro jogos na Libertadores. Mas tenho certeza de que nossa defesa conseguirá reverter a pena”, diz o artilheiro do São Paulo.

O clube promete entregar nesta semana sua defesa na entidade sul-americana. Segundo João Paulo de Jesus Lopes, vice-presidente de futebol, o documento está sendo preparado. “Vamos apresentar recurso à Conmebol. Nós entendemos que a punição foi muito rigorosa. Todos os testemunhos que temos, dos próprios jogadores, foi no sentido de que ele não deu causa à expulsão. Ele se alterou depois do cartão vermelho, é verdade, mas temos convicção de que a penalidade foi muito rigorosa e, no nosso entender, ela deverá ser revertida.

Estamos preparando recurso com esse objetivo”, avisa.

O dirigente insiste que o jogador não merece ser punido pelo clube. “Ele tem seus créditos. É um dos maiores artilheiros do São Paulo. Em todos os jogos de que participa, invariavelmente faz seus golzinhos. Precisa se controlar um pouco mais, e estamos trabalhando nesse sentido.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.