Filipe Rau/Estadão
Filipe Rau/Estadão

Luis Fabiano luta para construir um 2014 melhor

Atacante tem se destacado na pré-temporada e arrancou elogios

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

12 de janeiro de 2014 | 04h56

SÃO PAULO - Se existe um ano que Luis Fabiano espera esquecer é 2013. O atacante do São Paulo pretendia fazer da temporada anterior uma de suas melhores para usar como trampolim para a seleção, mas a realidade foi cruel: nem mesmo os 22 gols marcados apagaram as muitas lesões e desempenhos abaixo da crítica. O nível foi tão ruim que ele experimentou a reserva do time pela primeira vez desde 2001, temporada que chegou ao clube.

Mas nem mesmo os índices sofríveis para o quinto maior atacante da história do clube (178 gols) tiraram a confiança da diretoria em seu talento. Depois de ponderar os prós e contras de uma eventual negociação, o presidente Juvenal Juvêncio resolveu mantê-lo na equipe e conta com o aval de Muricy Ramalho para reencontrar dias melhores. O treinador aprovou o esforço do atacante na reta final da última temporada para ser mais participativo com os companheiros e melhorar fisicamente.

O início de temporada também tem sido promissor. Luis Fabiano tem mostrado muita dedicação nas atividades e tem sido elogiado por Muricy e pelos preparadores físicos. Ele voltou em boa forma e tem postura bem diferente do ano passado. "Ele está se matando em campo, basta assistir aos treinos para constatar", elogiou o vice de futebol, João Paulo de Jesus Lopes.

Pelo menos no início do ano o jogador tem um motivo a mais para buscar motivação: desta vez, ele não terá nenhum concorrente pela posição ao contrário do ano passado, quando acabou ofuscado por Aloísio, que dividiu a artilharia do time no ano (22 gols cada) e se transformou em xodó da torcida.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCfutebolLuis Fabiano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.