Luís Fabiano não enfrenta o Cruzeiro

O Campeonato Brasileiro é importante, todas as rodadas são decisivas, mas os são-paulinos estão preocupados mesmo é com a Taça Libertadores da América ? a média em jogos no Morumbi é de cerca de 53 mil pagantes. Cuca sabe disso e também passou a dar prioridade à competição sul-americana. Por isso, mesmo com a vantagem de 3 a 0 obtida quarta-feira contra o Deportivo Táchira, que praticamente classificou o time para a semifinal, o treinador não vai escalar seu principal jogador no fim de semana, no Brasileiro. Luís Fabiano, com dores na coxa direita, ficará fora do confronto com o Cruzeiro, domingo, no Mineirão, embora sua recuperação seja boa. O artilheiro deixou o campo, na quarta-feira, chorando, sentindo fortes dores. Os exames feitos nesta quinta mostraram, no entanto, que não houve nada grave. ?O Luís já está melhor. Não houve uma reação inflamatória tão grande?, explicou Marco Aurélio Cunha, médico e superintendente de Futebol. Mas Cuca prefere não arriscar. Quer sua equipe bem física e psicologicamente para enfrentar o Táchira, em San Cristóbal, na quarta-feira, quando poderá perder por até dois gols de diferença. Afinal, a viagem é bem cansativa ? a delegação seguirá para a Venezuela na manhã de segunda-feira. É possível, até, que mais um ou dois jogadores sejam poupados. Nem o mais pessimista torcedor consegue imaginar uma eliminação nas quartas-de-final da Libertadores. Os atletas, contudo, preferem manter os pés no chão e fazer discurso cauteloso. ?O Milan serve como bom exemplo para nós?, lembrou Fábio Simplício. Os milaneses venceram o La Coruña, no primeiro confronto das quartas-de-final da Liga dos Campeões da Europa, por 4 a 1, mas foram surpreendidos na Espanha e acabaram derrotados por 4 a 0. Contra o Cruzeiro, que terá a estréia do técnico Emerson Leão, o São Paulo defenderá a liderança isolada do Brasileiro, no qual tem 14 pontos em 6 jogos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.