Arquivo/AE
Arquivo/AE

Luís Fabiano pode ficar mais perto do Milan nesta terça

Representantes do atacante brasileiro do Sevilla se reúnem com dirigentes da equipe italiana, diz jornal

EFE,

14 de julho de 2009 | 09h16

Representantes do fundo de investimentos GIS, proprietário de 65% dos direitos federativos sobre o atacante brasileiro Luís Fabiano, do Sevilla, se reúnem nesta terça-feira na Itália com dirigentes do Milan para agilizar a contratação do jogador pelo clube italiano, informa o jornal Corriere dello Sport.

Veja também:

especial Mercado: as transferências dos times

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Segundo a publicação, o fundo garante ter assinado com o Sevilla um acordo que obriga o clube espanhol a vender Luís Fabiano para outra equipe caso a oferta por ele supere os 11 milhões de euros. Este é o acordo que o GIS leva a Milão para dar mais certezas aos dirigentes italianos.

Em virtude desse documento, a ida do brasileiro para a Itália poderia estar mais próxima, não só porque Luís Fabiano já demonstrou seu interesse em jogar pelo Milan, mas principalmente porque o clube italiano apresentou ao Sevilla uma oferta de 14 milhões de euros pelo jogador.

"A duração do acordo (com o GIS) é de cinco anos e independe do contrato de Luís Fabiano com o clube espanhol, renovado há duas temporadas", explica o jornal.

Segundo o Corriere dello Sport, a reunião entre representantes do fundo de investimentos brasileiro e dirigentes do Milan discutirá a "estratégia comum" que devem adotar para pressionar o Sevilla e conseguir que deixe em 14 milhões de euros uma transação pela qual o clube espanhol pede 30 milhões de euros.

Na segunda, o empresário do atacante, José Fuentes, revelou que o jogador só pensa em ir para o Milan e que o pergunta seguidamente sobre o andamento das negociações.

"Luís Fabiano só pensa no Milan, me liga duas vezes ao dia para ter informação. O Manchester City está interessado, houve contato, mas ainda não há nenhuma proposta oficial. De toda forma, não temos intenção de ouvi-los", disse Fuentes.

O Corriere dello Sport lembra que as palavras de Silvio Berlusconi, dono do Milan, sobre não querer gastar muito com a contratação de Luís Fabiano fizeram o Milan diminuir a intensidade das negociações. Agora, elas voltam com a informação de que a operação pode se concretizar com uma quantia menor do que a pedida pelo Sevilla.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.