Márcio Fernandes/Estadão
Márcio Fernandes/Estadão

Luis Fabiano reclama de punição e cita exemplo de Elano

Atacante do São Paulo deixou clara a insatisfação com a suspensão por 4 jogos na Libertadores

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

24 de março de 2013 | 16h12

SÃO PAULO - O atacante Luis Fabiano evitou falar de cabeça quente sobre a punição de quatro jogos dada pela Conmebol, mas depois acabou desabafando, mostrando sua indignação em relação ao ocorrido. "Sinceramente, se for ver o que acontece na Sul-Americana... Vimos algo pior acontecendo no jogo do Grêmio e não deu em nada. É estranho, mas agora não adianta falar, é torcer para que a defesa me ajude", diz.

Ele se refere a um episódio ocorrido na partida entre Grêmio e Millonarios, na Colômbia, pela Copa Sul-Americana do ano passado. Ao final do jogo, com a eliminação dos gaúchos, Elano acertou um chute em um dos auxiliares, mas não foi punido por isso. "Falo isso de alguém que é meu amigo", continua Luis Fabiano, bastante contrariado.

O jogador diz que fez um grande esforço para voltar ao São Paulo e chegou a recusar uma proposta do Corinthians. "Estou feliz porque gosto do São Paulo. Deixei muita coisa para trás, deixei de ir para um rival que acabou ganhando a Libertadores e o Mundial. Estou feliz, mas não estou para muita festa", conclui, na esperança de poder jogar contra o The Strongest. "Vou torcer para que a punição seja menor e eu ajude o São Paulo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.