Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Luís Fabiano: São Paulo será "argentino"

Luís Fabiano garante que o São Paulo será um time ?argentino?, com muita raça e malícia, no jogo contra o Deportivo Táchira, nesta quarta-feira, na Venezuela. ?Vamos prender a bola, valorizar a posse de bola, cair quando sofrer faltas, não permitir contra-ataques e ser inteligentes como os argentinos quando jogam no Brasil?, explica o jogador. Pode ser uma de suas últimas partidas pelo São Paulo. Na reunião de quinta-feira, entre Marcelo Portugal Gouvêa, presidente do clube, e Sandro Rosell, vice-presidente do Barcelona, o São Paulo receberá uma oferta de 8 milhões de euros (R$ 28,7 milhões) pelo jogador, menos da metade do que fixa a multa rescisória (R$ 64,1 milhões), mas, mesmo assim, é difícil um clube brasileiro resistir a uma oferta dessas. O Barcelona considera os 8 milhões de euroa uma boa oferta. São mais de US$ 9 milhões, bem mais do que os US$ 8,25 milhões que o Milan pagou por Kaká. Há um outro componente na negociação que pode ajudar na saída de Luís Fabiano: o Barcelona aceitaria receber o jogador apenas em dezembro, pois agora o seu principal alvo é o francês Trezeguet, da Juventus, por quem aceitaria pagar 20 milhões de euros (R$ 71,7 milhões). Quando times brasileiros pensam em contratar, as cifras são bem menores do que quando se fala em venda de jogadores. É o caso de Tcheco, por exemplo. Se quiser ficar com o volante, que agrada muito a Cuca, e que está na Arábia Saudita, o São Paulo precisa pagar US$ 1,3 milhão. ?Esse é o valor da minha liberação, mas pelo empréstimo o São Paulo pode pagar bem menos. Estou fazendo de tudo para convencer os árabes a me liberarem no final de junho?, diz o jogador, atualmente no Al-Ittihad, da Arábia Saudita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.