Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Luis Fabiano se diz ansioso para encerrar série negativa

Atacante admite que não vive um bom momento no São Paulo

FERNANDO FARO, Agência Estado

23 de julho de 2013 | 18h29

SÃO PAULO - Mergulhado em uma crise sem precedentes, o São Paulo encara o Internacional nesta quarta-feira no Morumbi disposto a encerrar a série de dez jogos sem vitória e sete derrotas seguidas. O grande temor do elenco é encontrar o time na zona de rebaixamento quando voltar da excursão ao exterior para a disputa de torneios amistosos e da Copa Suruga. A partida desta quarta será a segunda adiantada - válida pela 12ª rodada - e ainda assim o time está a apenas um ponto da zona de rebaixamento.

O atacante Luis Fabiano revelou uma reunião do elenco antes do treino desta terça para conversar sobre os rumos da equipe e disse que foi estabelecida a meta de conquistar ao menos quatro pontos nos duelos contra o Inter e o Corinthians, no domingo, no Pacaembu.

"Seria importante para darmos uma respirada. Não gostaríamos de voltar na zona de rebaixamento, mas vejo coisas a favor nessa viagem também. Precisamos estar juntos nessa hora e, de repente, fazer uma boa partida contra o Bayern pode trazer confiança, mas o que mais nos preocupa é nossa situação no Brasileiro", afirmou o atacante.

Substituído contra o Cruzeiro, o atacante admite que não vive um bom momento e que, assim como os companheiros, precisa render mais para conseguir tirar a equipe das últimas posições do campeonato. "O grupo todo está devendo, precisamos de algo a mais. Quando chegamos a essa situação precisamos dar um algo a mais e eu não fujo disso, eu me incluo no meio. Espero que amanhã [quarta] eu possa contribuir com isso".

Ao projetar a partida contra o Inter, Luis Fabiano não escondeu a ansiedade que toma conta do elenco para voltar a conquistar pontos. Ele admite que até mesmo um empate não seria desastroso, mas que espera a vitória para resgatar a confiança do grupo.

"Amanhã é o dia, é o próximo jogo. Não temos gordura para queimar, é praticamente a última chance, é ganhar ou ganhar. Sem desespero, mas com a cabeça. Não tem outra coisa a se fazer, precisamos ganhar para voltar à boa fase", projetou o atacante Luis Fabiano.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCLuis Fabiano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.