Luis Fabiano se torna o 10º maior artilheiro da história do Brasileirão

Atacante do São Paulo já marcou 103 gols no torneio nacional e está apenas três atrás de Paulo Baier, do Criciúma, 9º colocado na lista

O Estado de S. Paulo

17 de novembro de 2014 | 12h19

Ídolo da torcida do São Paulo, mas questionado por causa do seu temperamento difícil, que o faz ficar muitas vezes suspenso, Luis Fabiano está de bem com a vida e, aos 34 anos, continua com o seu "faro de gol" afiado e, com 103 tentos marcados em sua carreira no Brasileirão, ultrapassou Kleber Pereira e se tornou o 10º maior artilheiro da história do Campeonato Brasileiro.

Segundo maior artilheiro da história do clube do Morumbi, com 198 gols, Luis Fabiano vive grande fase e, com três gols nos últimos três jogos, já se aproxima de Paulo Baier, nono que mais fez gols no torneio nacional. O veterano meia, maior artilheiro com o Brasileirão sendo disputado em pontos corridos, já balançou as redes 106 vezes na competição.

Entre os oito primeiros colocados na lista, todos já se aposentaram. Dadá Maravilha, ídolo do Atlético-MG e do Internacional, marcou 113 gols, 13 a menos que Washington. Acima do "Coração Valente" aparecem Serginho Chulapa, com 127, Túlio Maravilha, autor de 129 gols e Zico, que fez 135.

Os três goleadores máximos do Brasileirão são Edmundo, com 153 gols, um a menos do que Romário, que apesar de ter feito mais de 1.000 gols na carreira, fez "apenas" 154 no torneio e Roberto Dinamite. O ídolo e atual presidente do Vasco fez 190 gols nas onze edições de Campeonato Brasileiro que disputou.

Entre os jogadores ainda em atividade, além dos já citados Luis Fabiano e Paulo Baier, Fred é quem aparece com mais destaque. O atacante do Fluminense já marcou 100 gols na competição. Alecsandro, do Flamengo e Borges, do Cruzeiro, têm, respectivamente, 94 e 93 gols.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.