Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Luisão pode ser titular contra a Argentina

No empate sem gols entre a seleção brasileira e a francesa, ontem, em Paris, um jogador saiu ganhando. E muito. O zagueiro Luisão encheu os olhos do técnico Carlos Alberto Parreira, do coordenador Zagallo e de todos os outros membros da comissão técnica e tem grande chance de ser o títular na partida contra a Argentina, dia 2 de junho, em Belo Horizonte, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2006. Um presente e tanto para o jogador do Benfica português, principalmente porque ele saiu do Stade de France dizendo que não acreditava que poderia vir a ser titular da seleção tão cedo. Mas tem boas chances ficar com a vaga do bastante criticado Lúcio, que tem escalado sempre que reúne condições de jogo. O conceito de Luisão subiu bastante, pela segurança, eficiência e tranqüilidade que mostrou contra uma seleção que tem o excelente Thierry Henry no ataque, além do goleador David Trezeguet. Ele ganhou praticamente todas as disputas de bola contra os adversários e jogou como se estivesse na zaga da seleção há muito tempo. Hoje pela manhã, antes da viagem para Barcelona, a boa atuação do ex-zagueiro do Cruzeiro foi o principal assunto entre os membros da comissão técnica no saguão do hotel onde a seleção estava hospedada em Paris. O coordenador Zagallo foi um dos que demonstraram entusiasmo com o jogador. Parreira, porém, prefere não confirmar a intenção de dar a camisa titular para Luisão. "Aí você já está querendo saber demais, não vou entrar nessa. Mas esse tipo de coisa acontece naturalmente?, disse em resposta à pergunta do repórter da Agência Estado, na chegada, hoje, da delegação brasileira a Barcelona. Antes, voltou a elogiar o zagueiro - Luisão foi o primeiro jogador que o técnico citou nominalmente na entrevista coletiva depois da partida contra a França. "Ele foi muito bem. Mostrou personalidade. Eu, particularmente, fico feliz, porque nós fomos os primeiros a apostar nele desde o início, contra a desconfiança de muitos.? Luisão, que contra a França jogou apenas pela quinta vez pela seleção brasileira, prefere manter a humildade. "O meu objetivo, claro, é ser titular um dia. Mas no momento mantenho o pensamento de trabalhar para estar em todas as convocações e, quando entrar, retribuir a confiança que o treinador tem em mim?, disse o zagueiro de 23 anos que, segundo a imprensa portuguesa, pode vir a trocar o Benfica pelo poderoso Real Madrid - time que acaba de contratar o zagueiro argentino Samuel, ex-Roma. "Não sei de nada sobre isso. Estou bem no Benfica e minha preocupação é só fazer bem o meu trabalho.? O jovem zagueiro está mesmo com o moral elevado entre os portugueses. Três jornalistas do país foram à França acompanhar, quase que exclusivamente, o jogador. E durante os dias que esteve em Paris, Luisão foi constantemente procurado pelos profissionais, mesmo antes de se saber que ele iria atuar contra os franceses. Carlos Alberto Parreira também não diz com todas as letras que Edmílson e Juninho Pernambucano serão mantidos como titulares para o jogo com os argentinos - e contra os chilenos, quatro dias depois, em Santiago, igualmente pelas Eliminatórias. Mas as chances de isso não acontecer são bastante reduzidas. "Ainda é cedo, mas não tenho por que mexer no que está dando certo.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.