Maxim Malinovsky/AFP
Maxim Malinovsky/AFP

Luiz Adriano afirma ter sofrido insultos racistas em jogo na Bielo-Rússia

Atacante do Shakhtar conta que foi ofendido em jogo na Liga dos Campeões em que marcou cinco gols contra o BATE Borisov

O Estado de S. Paulo

22 de outubro de 2014 | 18h25

O atacante brasileiro Luiz Adriano acusou a torcida do BATE Borisov de racismo durante jogo da Liga dos Campeões, na última terça-feira, na Bielo-Rússia. O jogador, que defende o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, disse ao site oficial do clube ter ouvido injúrias raciais durante a vitória da equipe por 7 a 0.

"Os torcedores gritaram contra mim, gritos muito grosseiros, racistas. Um comportamento inaceitável, estou chocado, indignado", comentou o brasileiro, que foi revelado pelo Inter e defende o Shakhtar desde 2007.

No jogo, o atacante fez cinco gols, quatro deles ainda no primeiro tempo. O feito levou Luiz Adriano a igualar o argentino Lionel Messi como o único a marcar cinco vezes em uma mesma partida, além de ter feito o hat-trick (três gols) mais rápidos, ao balançar as redes aos 37, 40 e 44 da primeira etapa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.