Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Luiz Adriano e Gustavo Gómez treinam e devem reforçar o Palmeiras no sábado

Jogadores se recuperam de lesões e podem ser a novidade do time contra o Inter, no Beira-Rio

Redação, Estadão Conteúdo

18 de dezembro de 2020 | 16h15

O técnico Abel Ferreira deve ter dois reforços de peso no time do Palmeiras para o jogo contra o Internacional, neste sábado, no Beira-Rio, pelo Campeonato Brasileiro. O atacante Luiz Adriano e o zagueiro Gustavo Gómez treinaram normalmente nesta sexta-feira e têm condições de voltar a jogar no fim de semana, em Porto Alegre.

Ambos os jogadores participaram de todas as atividades sem restrições. O defensor se recuperou de uma pancada na cabeça, sofrida na terça, na vitória sobre o Libertad, pela Copa Libertadores. Gómez chegou a virar dúvida na equipe, mas praticamente assegurou sua presença entre os titulares nesta sexta.

Luiz Adriano, por sua vez, finalizou a transição entre o departamento médico e a preparação física. Se não for titular, deve ficar no banco de reservas contra o Inter. Ele se reabilitou de uma lesão no músculo anterior da coxa esquerda. O jogador havia se machucado diante do Goiás, no dia 21 de novembro.

E vinha sendo baixa desde então, perdendo sete partidas em diferentes competições: Delfín-EQU (duas vezes), Athletico-PR, Santos, Libertad-PAR (duas vezes) e Bahia. Na atividade desta sexta, Abel Ferreira não indicou se Luiz Adriano voltará ao time como titular.

Já o meia-atacante Rony deve ser preservado neste fim de semana, em meio à maratona de jogos do Palmeiras, entre Brasileirão, Libertadores e Copa do Brasil. O jogador nem deve viajar com o grupo para a capital gaúcha. Ele já havia sido poupado no clássico com o Santos.

Peça central na equipe de Abel Ferreira, Rony é encarado como essencial pelo português para o duelo de ida contra o América-MG, na próxima quarta-feira, pela semifinal da Copa do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.