Luiz Adriano faz 5 pelo Shakhtar e coleciona recordes

Luiz Adriano entrou para a história da Liga dos Campeões. Nesta terça-feira, em um aguardado confronto entre Shakhtar Donetsk e BATE Borisov, em que se temia por conflitos políticos, o brasileiro deu um show. Nos 7 a 0 dos ucranianos sobre os bielo-russos, ele fez cinco gols, sendo quatro apenas no primeiro tempo, e bateu uma série de recordes.

Estadão Conteúdo

21 de outubro de 2014 | 19h05

O mais importante: Luiz Adriano se igualou a Lionel Messi como únicos jogadores em toda a história da Liga dos Campeões a marcar cinco gols em uma mesma partida. O craque argentino batera o recorde nos 7 a 1 sobre o Bayer Leverkusen, na temporada 2011/2012.

Em toda a história da principal competição interclubes da Europa, só um outro brasileiro havia feito cinco gols: José Altafini (chamado de Mazzola no Brasil), numa goleada do Milan em 1962, quando a competição ainda se chamava Copa Europa.

Mesmo quatro gols, na era da Liga dos Campeões (criada em 1992), nenhum outro brasileiro havia alcançado. A exceção fora Pena, pelo Porto, em 2003, mas ainda pela fase preliminar (o que não conta para efeito de recordes, nas conta da Uefa).

Luiz Adriano foi mais além e marcou quatro gols apenas no primeiro tempo. Nunca um jogador havia balançado as redes tantas vezes na primeira etapa de uma partida na Liga dos Campeões.

Com o brasileiro balançou as redes aos 37, aos 40 e aos 44 minutos do primeiro tempo, marcou três gols em apenas sete minutos. É o mais rápido hat-trick (três gols) da história da Liga, pelo que anunciou o Twitter oficial da Liga dos Campeões.

Além dos recordes da competição e como desempenho entre brasileiros, Luiz Adriano impôs novas marcas históricas no seu clube, cujas estatísticas não são de fácil acesso. A mais importante delas é conhecida: o brasileiro agora é o maior artilheiro da história do Shakhtar, com 117 gols.

A vitória é a maior do Shakhtar na história da Liga e contou com outros dois gols brasileiros, de Alex Teixeira e Douglas Costa. Fernando e Taison também jogaram como titulares, enquanto Fred, Bernard e Marlos entraram no segundo tempo da partida em Borisov.

Apesar da goleada, o Shakhtar é o segundo do Grupo H, com cinco pontos, dois atrás do líder Porto, que fez 2 a 1 no Athletic de Bilbao, em casa, nesta terça-feira. O mexicano Herrera abriu o placar, Guillermo Fernández empatou e Ricardo Quaresma decidiu. Fabiano (ex-goleiro do São Paulo), Danilo, Alex Sandro (ambos ex-Santos), Maicon e Casemiro foram titulares do time português.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolLuiz AdrianoLiga dos Campeões

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.