Lars Poulsen / AP
Lars Poulsen / AP

Luiz Adriano pede desculpas pela falta de fair play

Depois de lance muito criticado, jogador brasileiro está ameaçado de sofrer punição

AE, Agência Estado

22 de novembro de 2012 | 16h53

DINAMARCA - Ameaçado de sofrer punição da Uefa por falta de fair play, o atacante brasileiro Luiz Adriano divulgou um comunicado nesta quinta-feira em que pede desculpas pelo lance polêmico que protagonizou no jogo da última terça, quando o Shakhtar Donetsk derrotou o Nordsjaelland por 5 a 2, em Copenhague, na Dinamarca, pela Liga dos Campeões da Europa.

No lance, o árbitro pediu atendimento médico para um atleta quando a posse de bola estava com o Nordsjaelland. No reinício, o também brasileiro Willian chutou a bola para a defesa do rival, em sinal de devolução, mas Luiz Adriano a dominou, avançou sozinho, driblou o goleiro, que nem esboçou reação, e fez o gol para o time ucraniano do Shakhtar Donetsk.

A atitude de Luiz Adriano foi muito criticada pelo Nordsjaelland, ainda durante o jogo e também nas entrevistas depois da partida. E a Uefa resolveu abrir um processo disciplinar contra o brasileiro, que será julgado na próxima terça-feira e pode receber uma punição por "violação dos princípios de conduta" dentro de campo.

Nesta quinta-feira, Luiz Adriano finalmente se manifestou sobre o caso. "Eu não vi o início da jogada, porque estava de costas para a bola, e não dei conta do que havia acontecido. Estava muito focado no jogo e, quando a bola caiu perto de mim e os zagueiros não reagiram, eu me lancei, fintei o goleiro e marquei. Afinal essa é a minha função: eu sou atacante!", lembrou o brasileiro.

Apesar dos jogadores do Nordsjaelland terem protestado com veemência dentro de campo e das vaias da torcida, o brasileiro explicou que só entendeu o que tinha acontecido depois da partida. "Mais tarde, quando assisti ao vídeo da jogada e conversei com os meus companheiros, entendi o que tinha acontecido e alterei por completo a minha opinião sobre o episódio", contou.

Diante disso, ele resolveu pedir desculpas pela sua atitude. "Lamento muito que isto tenha acontecido, peço desculpas a toda a torcida do Shakhtar e à Uefa. Nunca havia acontecido nada assim comigo, eu sempre respeitei, respeito e vou continuar a respeitar as regras do fair play. Mais uma vez, peço desculpas pelo sucedido e prometo que uma coisa destas não voltará a acontecer de novo", disse Luiz Adriano, que, a partir de agora, promete se "concentrar mais e ficar mais atento no campo".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolShakhtar DonetskLuiz Adriano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.