Juan Medina/Reuters
Juan Medina/Reuters

Luiz Felipe Scolari deve ir à Madri conversar com Diego Costa, diz jornal

Periódico 'As' informa que o treinador brasileiro ainda pretende convencer o atacante a não mudar de nacionalidade

O Estado de S. Paulo

10 de outubro de 2013 | 11h13

SÃO PAULO - Quando a situação entre Diego Costa e seleção espanhola já parecia estar selada, eis que pode surgir um um novo capitulo nessa novela, que se estende desde a ultima convocação do Brasil, Luiz Felipe Scolari, em 26 de setembro. De acordo com o jornal As, o técnico irá viajar até Madri para conversar com o jogador, após a disputa dos jogos amistosos contra Coreia do Sul, em Seul e Zâmbia, em Pequim.

O atual artilheiro do Campeonato Espanhol, com 10 gols, já foi convocado por Felipão em março deste ano. O centroavante do Atletico de Madrid atuou nos amistosos contra Itália e Rússia, mas nunca mais foi chamado. Porém, com uma das vaga de camisa 9 em aberto e com a lesões de Fred, o treinador, que ainda tem o nome de Diego Costa em sua pauta, deseja de conversar com o jogador, tentando convencê-lo a não se naturalizar.

Mesmo que no último domingo o jogador do Atlético de Madrid tenha dito que a decisão de jogar pela Espanha "já estava tomada", o jornal espanhol disse que Diego Costa ainda não solicitou o câmbio de associação junto à Fifa, que confirma o desejo do atacante em trocar de seleção.

Além desse documento, também a Fifa pede um centificado para a CBF, onde a entidade brasileira confirma o fato de o jogador nunca ter atuado em competições em qualquer categoria de idade pela seleção canarinho. O As ainda cita que Marco Polo Del Nero foi o homem designado pelo presidente José Maria Marín a emitir a solicitação. A Federação Espanhola de Futebol (FEF), que já enviou dois pedidos do documento à CBF, afirma que se não tiver respostas novamente da Confederação, a Fifa será a próxima a fazer a exigência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.