JF Diório/AE
JF Diório/AE

Luiz Felipe Scolari reclama de perseguição dos árbitros

'Está na hora de alguém levantar o microfone e dizer que estou sendo perseguido. E muito'

AE, Agência Estado

19 de setembro de 2010 | 19h50

SÃO PAULO - O técnico Luiz Felipe Scolari afirmou que se sente perseguido pela arbitragem depois da sua segunda expulsão desde o retorno ao Palmeiras. A primeira aconteceu em agosto, na vitória sobre o Atlético Paranaense. Neste domingo, ele foi mandando embora pelo árbitro José Henrique de Carvalho após uma cobrança de falta na derrota por 2 a 0 para o São Paulo.

Veja também:

link JOGO - Leia como foi Palmeiras 0x2 São Paulo

SÉRIE A - tabela Classificação | listaCalendário/Resultados

Felipão reclamou que a barreira são-paulina não respeitou a distância regulamentar. "Vocês da imprensa têm o dever de informar o que acontece com o meu time, mas está na hora de alguém levantar o microfone e dizer que estou sendo perseguido. E muito", declarou o treinador palmeirense.

O comandante não escondeu estar irritado com os árbitros brasileiros. "Mesmo que eu olhe só para o lado, já estou errado. Quero saber quando árbitros e bandeiras vão ser solicitados para depor. Podemos fazer processo contra eles? Será que existe pena para eles ou é só do lado de cá?", indagou Felipão

Apesar das reclamações, Felipão reconheceu a superioridade do São Paulo no clássico deste domingo. "Nós perdemos porque o São Paulo foi melhor", resumiu o treinador. "A primeira bola que foi ao gol teve a qualidade do São Paulo. Depois eles jogaram no contra-ataque e liquidaram o jogo", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.